Translate

domingo, 3 de junho de 2012

Poema ilustrado



Essa foi a primeira poesia que eu ouvi na vida, no pré-primário, lida pela professora Raquel, no Instituto Souza Leão. Como cantou o Renato Russo, já morei em tanta casa que nem me lembro mais... mas dessa eu não esqueço, a casa muito engraçada.




A Casa (Vinícius de Moraes)




Era uma casa

Muito engraçada










Não tinha teto
Não tinha nada










Ninguém podia entrar nela, não
Porque na casa não tinha chão










Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede












Ninguém podia fazer pipi

Porque penico não tinha ali











Mas era feita com muito esmero

Na rua dos Bobos
Número zero








5 comentários:

  1. A primeira foto é o show da natureza. A sequencia
    é a realidade humana, e a poesia do Vinicius de Moraes. Bom para começar o dia.
    Sergio.

    ResponderExcluir
  2. A bela foto com a capa do disco da diva Elza Soares, chamou-me a atenção de cara. Não por acaso, com este talento avassalador, foi eleita, pela BBC de Londres, como a cantora do milênio. Justíssimo! Nunca houve uma mulher como Gilda, nem uma cantora como Elza. Os discordantes _ sei que sempre os há_são, também, filhos de Deus, ok?Outra artista que cantar , caracteristicamente arranhando as notas desta maneira peculiar...terá calo nas cordas vocais e encerrará a carreira.

    Ela é tão artisticmente talentosa que não pode e não é popular...o povão a ignora, claro!. Ela tem prestígio no meio verdadeiramente artístico e intelectual, ou com aqueles que não querem mais do mesmo (meu caso), mas não faz sucesso, não é palatável, não é fácil , pevisível e queridinha... digamos assim.

    Apesar da idade e com os muitos "recursos", ela continua firme e forte e ousadíssima...com o talento à "PELE DA FlOR" e a todo vapor. Vi o último (vejo todos) show dela no Rival e quase não cri naquela potência talentosamente excepcional e, melhor: suingadamente brasileiríssima!!!
    Um abraço
    Marcos Lúcio
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo inteiramente, Marcos, entrevistei-a uma vez e foi uma honra. Abs

      Excluir
  3. Vinicius, indicado em todas as idades, sem contra-indicação. Sua música, percorre-nos do cócix até o pescoço e espírito, princípio inteligente da existência humana.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  4. Desculpe a pressa...não estava previsto o erro de digitação em previsível. Uma vez que o nobre blogueiro concordou inteiramente, BELEZA!!!, sugiro que ouça ou veja no youtube esta interpretação visceral, rascante e fabulosa da excepcional artista, no link colado, ao final das minhas mal traçadas linhas.

    Com esta música magnífica, PROVOCATIVA, politizada, então... aí é que "o rabo torce a porca" rs...fazendo o povo querer distância e se assustar, até. Considero este, um dos momentos mais marcantes da música cantada e fortemente interpretada, de que tenho notícia (tipo Janis Joplin em singularidade, mas prefiro Elza, "marrelógico").

    Sempre que a vejo interpretando esta pérola raríssima: A CARNE MAIS BARATA DO MERCADO É A (MINHA, ela diz) CARNE NEGRA, sinto que falei com Deus e fico de alma lavada e louvada.

    http://www.youtube.com/watch?v=knlgojc6TAo
    Abraços
    Marcos L´cuiio

    ResponderExcluir