Translate

domingo, 10 de junho de 2012

Em Pernambuco!

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio


Vim conhecer Pernambuco.

Hoje fui numa praia cujo banho de mar é exclusivo para tubarões.

Até 1991, não havia registro de ataques no litoral de Recife.

Mas, com a inauguração do Porto de Suape, que serve a navios do mundo inteiro e a companhias transcontinentais, os tubarões ficaram desnorteados e passaram a comer pernas e braços de surfistas para aliviar a tensão.

Desde 1992, foram 54 ataques, 23 deles fatais.

Como eu disse num texto outro dia, é o progresso.

Logo, logo mando mais notícias, inclusive da seca sem precedentes que está torturando o sertão pernambucano.

E os mauricinhos aí no Rio falando de desenvolvimento sustentável.

E os idiotas criticando a transposição de 5% das águas do Rio São Francisco para salvar as vidas de tantos sertanejos...

14 comentários:

  1. O pequeno detalhe que os "genios" nao consideraram foi que, ao construirem o porto, meteram a pa no mangue e, simplesmente, interferiram em toda a vida marinha do local. Dai, os tubaroes (os do mar) que iam la fazer uma boquinha, se confundiram e foram pegar outro tipo de comida em praias proximas. Dai, foi uma maozinha aqui, uma perninha la, uma barriguinha... Nada que eles nao faziam antes com os outros peixes (se bem que peixe nao tem mao ou perna mas comiam assim mesmo) antes dos inteligentissimos tecnicos, engenheiros, etc meterem as patas onde nao deviam.
    Liga nao. Os tubaroes soh estao dando uma rapidinha!
    Na duvida, fica curtindo a areia. Nunca se sabe...

    ResponderExcluir
  2. Viu os edificios na praia da Boa Viagem? Dizia uma amiga minha dai que, a cada seca construiam mais um...

    ResponderExcluir
  3. "Desde 1992, foram 54 ataques, 23 deles fatais." Só isso? Deveria ter sido mais. Quem mandou invadirem o espaço deles? Estou torcendo para os tubarões assim como torço para os bois quando fazem aquela babaquice da farra do boi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diria o Raul Seixas, o tubarão tá certo...

      Excluir
  4. A capital pernambucana nesta foto tá parecendo uma cidade americana.
    porem a parte debaixo da foto lembra a Recife antiga.
    Sergio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A igreja embaixo fica em Olinda,tem um monte delas lã.

      Excluir
  5. Adoro o Nordeste , mas só conheço Maceió e Natal .Tenho vontade de retornar,
    mas ainda não tive oportunidade .Estou morrendo de inveja !Mas uma inveja boa ! Aproveite pra dançar muito forró ! Não sei se vc gosta ,eu adoro !
    Ah ! Também concordo que o tubarão tá certo !

    Beijo e um ótimo passeio !

    ResponderExcluir
  6. Olá, Marcelo!
    Não deixe de conhecer e passear pela parte antiga de Recife. Se der, leia antes um pouco da história da ocupação holandesa e visite a primeira sinagoga das Américas.
    Vá, também, ao bairro Casa Amarela e desfrute da musicalidade jovem e refinada da moçada de lá.
    Sou de BH, mas sempre que posso visito Recife. A cidade mais metropolitana do Brasil.
    Um grande abraço e ótimo passeio,
    Wanda Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei Recife antiga, muita história, pena estar bem degradada. Um abraço

      Excluir
  7. Mauro Pires de Amorim.
    Na época em que fazia o 2º grau no Colégio Impacto de Copacabana, lá pelos idos de 1982/1984, tive um professor de biologia, chamado Alecrim, que por sinal era biologista marinho, que mencionou que ataques de tubarões a seres humanos, ocorrem por necessidade dos animais, no caso a fome, ocasionada pelo desequilíbrio ecológico da região, notadamente a pesca predatória para suprir a indústria e comércio pesqueiro.
    O professor Alecrim, mencionou que os tubarões confundem os movimentos aquáticos dos seres humanos com o de focas, tartarugas e outros seres mais habitualmente marinhos do nós humanos, mas que no entanto, a carne humana não é saborosa ao tubarão, sendo raro um tubarão comer um ser humano por inteiro. Havendo o ataque, o tubarão morderá a pessoa uma, no máximo duas vezes e largará. O caso é que, uma ou duas mordidas de tubarão, provocará danos terríveis, especialmente num ser não marinho, como nós humanos. A maioria das mortes ocorrem pelos danos dos ferimentos ou por afogamento.
    Na região Nordeste, Norte, Caribe e Golfo do México, as espécies de tubarões mais comuns, principalmente em águas rasas e litorâneas são o Galha Preta e o Cabeça Chata, sendo o Cabeça Chata o maior responsável por ataques em Pernambuco, na região de Recife, por viver em profundidades de 1 a 30 metros. O tamanho desses animais em idade adulta, variam de 2.0 a 3.5 metros, e pesando entre 70 e 120 Kg. Menor que isso são adolescentes ou infantis.
    Quanto essas discuções da Rio+20, concordo contigo e também penso que tudo não passará de falácia, belos discursos de boas intenções e propaganda política de bons moços e boas moças para os(as) governantes que lá estiverem, pois o que manda mesmo nas decisões políticas dos governos é o interesse das grandes corporações e conglomerados econômicos e estes não tem o menor interesse em investirem em tecnologias limpas, pois isso implicará em terem que alterar seus antigos esquemas de produção já estabelecidos.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Marcelo!
    Ah Pernambuco um estado nordestino incrível... Desde a Bandeira a mais bonita pra mim,ao povo que tem orgulho onde nasceu e usa direto a bandeira do Estado no peito.
    Acho que eles preservam e se orgulham muito de sua História, o folclore por lá é muito diverso. Não deixe de conhecer a Praia dos Carneiros, muito linda, próxima a Porto de galinhas e quanto ao Recife antigo nem se fala e tomara que você tenha a mesma sorte que eu tive de assistir Alceu no marco zero, foi tudo de Bom!! Bons Momentos pra você nesta Viagem!! Regina oliveira

    ResponderExcluir