Translate

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Cuidado: tubarões na calçada!

Dizem que aqui na praia de Boa Viagem, que é linda, há perigo de ataque de tubarões. Foram 54 desde 1992, quando inauguraram um porto que mexeu com o ecossistema marítimo etc... 23 pessoas morreram e as outras ficaram mutiladas.

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio


Por via das dúvidas, os que se aventuram a entrar no mar limitam-se a um mergulho no raso. É entrar rapidinho e sair correndo imaginando aquela bocarra de cinema americano no encalço do seu traseiro. Tudo bem, a água é quentinha, deliciosa.

Mas, depois de um tempão em vigília, sem avistar nem uma barbatana sequer, eu reparei que os tubarões de verdade estão do outro lado do calçadão, em terra firme, ávidos por fincar mais um daqueles monstros gigantescos ali na orla. São os predadores das construtoras e das empreiteiras, os devoradores dos metros quadrados mais caros do mercado.

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio

Olha só que sacanagem! Nesse aí, contei 38 andares e deu vertigem. Atende pelo refinado nome de Edifício Maria Edicta... Palavra de honra que eu ficaria constrangido de morar num negócio desses.

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio

Sei não, mas a impressão é de que cada político, administrador público ou magistrado que contribuiu para que essa grosseria fosse cometida numa orla tão bela deve ter ganho um apê nesses prédios.


Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio



Hoje é festa, lá no meu apê...

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio


Gozado é que os prédios mais antigos dali são pequenos, marcas de um tempo romântico, em que a especulação imobiliária não maculava santuários com essa cara-de-pau toda.

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio

Mas vêm mais arranha-céu por aí

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio

Tem tanta gente faturando alto que estão até vendendo cofre á beira-mar.

Praia de Boa Viagem, Recife/Foto: Marcelo Migliaccio

18 comentários:

  1. kkkkkkkk.....essa dos cofres foi boa. Nunca tinha visto cofre sendo vendido assim...hehehe! Quanto aos prédios, só fiquei imaginando quanto não deve custar cada AP desses aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bota uns 5 milhões, por baixo, nos piores prédios...

      Excluir
    2. 5 milhões? Não sei por que, mas algo me leva a crer que nunca terei um desses.

      Excluir
  2. Repetindo o meu comentario: Viu os edificios na praia da Boa Viagem? Dizia uma amiga minha dai que, a cada seca construiam mais um...

    Voce fotografou varias secas...

    ResponderExcluir
  3. Tem um predio velho ai, a umas duas quadras da praia. Esse predio eh o "Barata Ribeiro, 200" dai.
    A lenda fala que um homem morreu proximo a entrada desse predio de forma tragica: Chegou na calada da noite, foi abrir a porta do predio e descobriu que havia esquecido a chave. Foi embaixo da area onde estao as janelas e murmurou: "Amor, joga a chave!". Morreu esmagado!

    ResponderExcluir
  4. Mais uma: Sera que la no porto tambem colocaram placas de advertencia do tipo: "Cuidado: Homens modificando a natureza"

    ResponderExcluir
  5. Marcelo é mesmo uma pessoa lúdica, acho que até do deserto do Saara, ele tira leite de pedra.
    Seus textos são sensacionais.

    Grande abraço...
    Cury

    ResponderExcluir
  6. Como sou brasófilo e sabedor de que muitos brasileiros não costumam valorizar o que possuem, nada como dar uma ajudazinha, sobre a grande importância cultural do Estado... e com a facilitação do Google, of course!

    O pernambucano Paulo Freire foi um dos pensadores mais notáveis da história da pedagogia mundial. Foi o brasileiro mais homenageado de todos os tempos: ganhou 41 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades como Harvard, Cambridge e Oxford., para desencanto dos cínicos tucanos neoliberais fernandenriquistas rsrs...,
    Gilberto Freyre, um dos mais importantes sociólogos do século XX, representa um marco na história do Brasil devido ao seu livro Casa-Grande & Senzala, e, ainda, .Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República Federativa do Brasil

    Os literatos pernambucanos são muitos. Alguns deles: Joaquim Nabuco, Nelson Rodrigues, João Cabral de Melo Neto, Manuel Bandeira, Álvaro Lins, Marcos Vilaça, Carlos Pena Filho,. João Cabral de Melo Neto foi o primeiro brasileiro a ser galardoado com o Prêmio Camões, o mais importante prêmio literário da língua portuguesa.

    O Frevo, que revelou músicos como Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Antônio Nóbrega, entre muitos outros, é símbolo do Carnaval Recife/Olinda onde já passei um carnaval inesquecível.

    Também o Manguebeat, Chico Science, Nação Zumbi , Cordel do fogo encantado, Otto, Lenine, Robertinho de Recife, etc.

    Os pernambucanos Luiz Gonzaga e Lampião são figuras antológicas do sertão nordestino.

    Vários artistas deram continuidade ao legado de Gonzagão, como é o caso de Dominguinhos, entre muitos outros.

    Comuns em Pernambuco são as Bandas de Pífanos, além de outras músicas e danças oriundas do estado, como o baião, xaxado, xote, a Ciranda. Também são comuns o Pastoril, o Coco, a Embolada, entre outras manifestações.

    Em pernambuco nasceram nomes de destaque da música brasileira, como Bezerra da Silva,, Fernando Lobo, , Capiba, entre outros.

    Pernambucanos como Cícero Dias, Vicente do Rego Monteiro, Francisco Brennand, Mestre Vitalino, e Romero Britto, alcançaram grande notoriedade nas artes plásticas e design.

    Pernambuco deu origem a nomes notórios do teatro, cinema e televisão, como Marco Nanini, Arlete Salles, Chacrinha, Hermila Guedes, Virgínia Cavendish, , Bruno Garcia, Patrícia França, Carmem Verônica,, Guel Arraes, Aguinaldo Silva, , Tuca Andrada, , André Valli, Ilva Niño, Luiz Armando Queiroz, dentre outros tantos.

    A rica culinária, é um capítulo deliciosamente à parte.

    O Parque de Esculturas de Francisco Brennand(meu passeio predileto em Recife), Olinda, que é Patrimônio Cultural da Humanidade, pela Unesco, a ilha de Itamaracá, assim como o paraíso ecológico Fernando de Noronha são visitas obrigatórias.
    Abraço
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos Lúcio, vamos abrir uma agência de viagens?

      Excluir
    2. Marcos Lúcio, acho que você não esqueceu nenhum detalhe... Quanta riqueza!!! Regina

      Excluir
  7. Excelente, Marcos, deu uma visão da grandeza dessa gente e desse estado. Abraço

    ResponderExcluir
  8. Marcos Lúcio,
    Ouso incluir em sua lista um nordestino muito especial de Fortaleza, que trabalhou durante muitos anos em Pernambuco, e estava sempre preocupado em ajudar os mais necessitados e perseguidos pela ditadura.

    Dom Hélder Câmara, eu gosto muito de uma frase dele que diz:

    " A maneira de ajudar os outros é provar-lhes que eles são capazes de pensar"

    Grande abraço.
    Cury

    ResponderExcluir
  9. O preconceito que existe com relação aos nordestinos é tão estúpido (como sempre e como qualquer outro) e tão diametralmente oposto à riqueza cultural infinita, à bela natureza e à grandeza do seu povo...que fiz questão de citar alguns expoentes e maravilhas de Pernambuco, que dão-me _ sendo mineiro e brasólfio_ um baita orgulho.

    Bem lembrado, Cury.Lamentei muito não poder incluír o ex-arcebispo emérito de Olinda e Recife, o emblemático Dom Hélder, grande defensor dos direitos humanos durante o nefasto regime militar.Foi, inclusive, o único brasileiro indicado quatro vezes ao Nobel da Paz. Sendo cearence, só não foi citado, então, pelo motivo acima exposto.

    Citarei mais três, dentre tantas frases helderianas iluminadas, como consolo/compensação.

    "É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.
    Feliz de quem atravessa a vida inteira tendo mil razões para viver.
    Quando dou comida aos pobres, me chamam de santo. Quando pergunto porque eles são pobres, chamam-me de comunista"

    Quanto à idéia da querida Fernanda Dannemann, valeu a sugestão, mas declino, infelizmente. O prazer da viagem está em desfrutá-la e, de preferência, sem compromissos...só pelo deleite, curiosidade e novos aprendizados , além das novidades singulares e irrepetíveis. Trabalhando nisto, com prazos e obrigações e responsabilidades, e repetições, ufa!!!...dificil ou impossivelmente encontraria diversão e liberdade nisto.

    Abraços pra Fernanda, Cury e Marcelo
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estive na igreja em que dom Helder militou, em Olinda, é linda.

      Excluir
  10. Eu fico imaginando que se esses espigões de luxo são construidos e porque tem mercado para tanto. Que tipo de pessoas tão poderosas que compram esses imóveis. Se fosse em S. Paulo creio que seria mais compreensivel, uma vez que é o estado mais rico da federação. Procure pela periferia para ver como o povão vive. Francamente é inacreditàvel. Adorei o caminhão que vende cofre. Será que eles têm algum tipo de pregão? A cidade é tão rica que em vêz de "pamonha" vende-se cofre a domicílio. Hilário!!!

    ResponderExcluir