Translate

domingo, 7 de abril de 2013

Homenagem

Falam muito em gênios por aí. De quinze em quinze minutos, a imprensa elege um gênio pra vender pôster e um judas pro povo malhar.

A última foi dizerem que Steve Jobs, o dos computadores, foi um gênio. Gênio assim, com "Gê" maiúsculo, houve poucos. Entre eles, está, sem dúvida, Antônio Franscisco Lisboa (1738-1814), apelidado de Aleijadinho numa época que o políticamente correto era ensinado no pelourinho...

Escultor fenomenal a despeito da grave doença que o acometeu, chegava a pedir que lhe amarrassem as ferramentas de entalhe ao que lhe restava dos braços para continuar trabalhando. Mesmo nessas condições, produziu obras eternas, como essa, exposta num museu do Rio. 


9 comentários:

  1. Muito relativo, caro Marcelo. Acho totalmente plausivel que existam genios em diversas areas, nao sei nem se eh o caso do Steve Jobs, mas existem genios na arte, no esporte, na Ciencia, na politica e por ai vai. Tem gente que deve achar o trabalho do Aleijadinho uma porcaria, e por isso, fazer juizo de valor em relacao aa genialidade torna-se complicado.

    ResponderExcluir
  2. Concordo que existem gênios em todas as áreas, até na arte de preparar um cachorro quente. Abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço o gênio do misto quente e do miojo à moda!

      Excluir
  3. Aleijadinho é GÊNIO da vida e ARTE.

    Bom domingo.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  4. Da mesma forma que os ídolos atuis são outros, os gênios também.
    Eu ainda prefiro tanto os ídolos quanto os gênios da antiga.

    E também prefiro não apostar nos ídolos e gênios miojo, que surgem instantaneamente e são de pouca consistência, to tipo efêmero.

    Cury

    ResponderExcluir
  5. Se não me falha a memória , afinal já possuo uma (in)certa idade rsrs, vi esta magnífica escultura que roubou minha atenção e captou minha emoção, no MAR, o novo e imperdível museu do Rio. A genialidade consiste em ser clássica, ou seja, eterna.Michelângelo não me deixa mentir, para ficar somente em mais um seminal exemplo. Gênios da hora, do modismo, passam e são trocados - assim como se trocam vitines de lojas - por outros igualmente vazios e sem consistência. Ainda não conheço estudo ou tratado artístico ou referência acadêmica que não reconheça ou exalte a genialidade do Aleijadinho, uma unanimidade conceitual como ARTE MAIOR.Não gostar de trabalhos dele é dar atestado de insensibilidade ou incapacitação no âmbito da arte.Gosto é, também, capacitação, estudo, pesquisa, conhecimento, etc., quando o assunto é arte. Reconheço que sou expert ou especialista somente em "inguinoranssas" rsrs.
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
  6. A Globo News fez uma propaganda tão grande de Margaret Thatcher, ao anunciar sua morte, dizia a reportagem que ela fez história, ora bolas, Hitler, Pinochet e muitos outros também fizeram história, só que de forma muito negativa.
    Só faltou beatificar Margaret Thatcher.

    O inferno deve estar em festa !!

    Cury

    ResponderExcluir