Translate

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Jornalismo de supermercado

Seria gozado se não fosse revoltante.

Apesar de o governo ter cortado os impostos federais dos ítens da cesta básica que ainda não eram isentos, os preços da maioria dos produtos subiram em 16 dos 18 estados pesquisados pelo Dieese.

A grande imprensa trata o caso como uma derrota do governo, uma medida econômica que se mostrou inócua.

Nenhum telejornal ou jornal ou revista foi em cima dos produtores rurais nem das grandes redes de super-hiper-mercados. Aliás, palmas para os pecuaristas nesse momento já que a carne bovina foi um dos poucos produtos cujo preço caiu. Mas as reportagens não se aprofundam, não buscam as raízes do fato, os responsáveis pela carestia extemporânea.

Sabe por quê?

A resposta está na quantidade de anúncios de supermercados nas páginas dos jornais, revistas e nos intervalos dos programas de rádio e TV. Com o rabo mais do que preso, os corneteiros da oligarquia encarregam-se de fazer a cortina de fumaça na mídia: "culpa da chuva, da alta do frete, da demanda aquecida"...

Isso pode afetar um produto ou outro, mas tanto assim cheira mais a efeito mentira do que a efeito cascata.


Aguarda-se uma reação governo, não contra o noticiário manipulado, evidentemente, pois este não tem cura, mas contra a afronta do setor agropecuário e do comércio varejista. Manter os mesmos preços depois da redução de impostos já teria sido um acinte; aumentá-los, então, foi absurdo! Embolsaram o lucro inesperado e, como sempre, o povo que se dane. Dilma chamou seus ministros para analisar a alta geral, vamos ver o que farão. É bom lembrar que os suspeitos são grandes doadores de recursos para campanhas políticas.

Entre balcões e prateleiras inatingíveis, o consumidor, a parte teoricamente mais interessada, também não fez nada, afinal o brasileiro é campeão mundial de apatia. Se tiver uma cervejinha pra tomar e uma novela pra assistir, tá tudo certo...


Foto: Marcelo Migliaccio

8 comentários:

  1. Campeões da Apatia!!! Isso mesmo, infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. É preciso observar que existem pessoas legalmente legitimadas para evitar isso. A lei descreve quem deve propor ação nestes casos. Trata-se de demanda coletiva, em que o Ministério Público, por exemplo, ingressa na justiça em nome de todos os consumidores, com o fim de coibir a prática abusiva de preços e penalizar os responsáveis, seja na esfera civil ou penal. Me diz o que o consumidor sozinho pode fazer em termos coletivo, que faça realmente efeito? Passeata? Abaixo-assinado? Não vai surtir efeito seu movimento individual, pois como vc bem destacou "os suspeitos são grandes doadores de recursos para campanhas políticas". São balcões e prateleiras atingíveis sim, mas pelo Ministério Público, por exemplo. Ocorre que os responsáveis para agirem em nome dos consumidores não atuam como deveriam ou, se atuam, agem aquém do seu dever. Quanto a apatia pela cerveja e a novela vc tá certo, mas vc esqueceu de acrescentar o futebol, que é o mais alienante de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, tem outras coisas alienantes, além do futebol, da cerveja e das novelas: as igrejas evangélicas, por exemplo

      Excluir
  3. Olá, Marcelo!

    Adorei a expressão "corneteiros das oligarquias"! Posso usar?

    Abraços,

    Wanda

    ResponderExcluir
  4. A abulia política nos paralisa. Geralmente, a reação mais forte que emitimos, é ficarmos pasmos.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  5. Esses empresários brasileiros não tem vergonha mesmo !!!
    O que acho engraçado é que todo mês tem um grande mercado fazendo aniversário, esse papo é para acreditarmos que estão em festa e cheios de promoção.
    O Carrefour por exemplo deve ter uns 500 anos, porque todo mês faz aniversário !!

    Cury

    ResponderExcluir
  6. COLHÕES PORRA COLHÕES, É O QUE A MUITO TEMPO ESTA FALTANDO AQUI NO BRASIL. SO ISSO...
    A ESQUERDA BRASILEIRA A MUITO TEMPO SE PERDEU CORRENDO ATRAS DE VIADOS, PUTAS, FEMINISTAS, LESBICAS E TANTAS OUTRAS PORCARIAS INUTEIS, O RESULTADO AÍ ESTA, UMA SOCIEDADE EMBURRECIDA, APATICA, MANIPULADA, COVARDE E DESNORTEADA.
    HA QUEM GANHE COM ISSO? CLARO QUE SIM, BASTA SEGUIR O RASTRO DO DINHEIRO, O CAMINHO DAS PEDRAS...
    STEFAN ZWEIG ESTEVE AQUI, 6 ANOS APOS SUA MORTE ORWELL NÃO ESTEVE, MAS INTUIU O BRASIL.
    A CADA DIA Q SE PASSA MAIS SAIMOS DA VIDA REAL PARA ENTRARMOS NA ESTORIA DO FAZ DE CONTA,
    E SE ALGUEM NOS ALCANÇA É PORQUE "OS MORTOS CAVALGAM CÉLERE" (de leonor)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O/a irado/a comentarista parece se incluir nas tantas outras porcarias inúteis, e aparenta estar desnorteado/a, inclusive pelo anonimato.
      Eduardo.

      Excluir