Translate

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Perguntas sem resposta

- Onde está o governador do Rio, que não aparece para explicar por que quase nada foi feito na região serrana desde os temporais que mataram cerca de 1.500 pessoas há um ano?

- Por que a grande imprensa não mostra as imagens das procissões de viciados em crack vagando pelas ruas de São Paulo desde que a PM desmantelou as cracolândias do centro velho?

- E os assaltos a mansões no Morumbi e nos Jardins, por que não aparecem nos noticiários em rede nacional? Miséria, vício e crime só são assuntos quando ocorrem no Rio?

- Qual a razão de a mesma imprensa dar ênfase nas manchetes à decisão do governo brasileiro de proibir a entrada de novos haitianos no país e não à iniciativa humanitária do mesmo governo de legalizar os mais de 3 mil que vieram em busca de trabalho e permitir que tragam suas famílias?

- Se a tortura é crime, por que um programa de TV pode manter oito participantes de um reality show presos dentro de um carro por mais de 12 horas? Sofrimento é entretenimento?

- Se os médicos mais importantes da Argentina se enganaram ao "descobrir" e "tratar" um câncer inexistente na tireóide da presidente Cristina Kirchner, nós, reles plebeus, podemos confiar na medicina?

- Por que cresce tanto a igreja evangélica do "apóstolo" Valdemiro Santiago, que acaba de inaugurar um templo para 100 mil pessoas em São Paulo?

- Por que o Supremo Tribunal Federal não aceita ser fiscalizado pela corregedoria do Conselho Nacional de Justiça?

- Por que os jornais, revistas e emissoras de TV praticamente ignoraram as denúncias contidas no livro A privataria tucana?

- Por que com tantos problemas de tráfico de drogas e milícia no Rio, a Polícia Civil decidiu perseguir os anotadores de jogo do bicho?

- Por falar em polícia, quando a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente vai fazer uma operação para prender os agenciadores de menores a pedófilos que passam as noites oferecendo crianças nos bares de Copacabana? É só ir na Avenida Atlântica de madrugada para ver o triste espetáculo da exploração sexual infantil.

- E por que o jogo do bicho é proibido quando o poder público se beneficia de tantas loterias?

- Por que esmurrar o rosto de um adversário caído até que ele desmaie é considerado um "esporte", atrai cada vez mais adeptos no Brasil e virou atraçào do canal aberto de maior audiência?

- Onde vamos parar se uma empresa lança uma bebida infantil sem álcool similar aos espumantes para que crianças "brindem" nas festas de fim de ano?

Dizem que o hábito de beber é culturalmente aceito no Brasil. Então, crianças, saúde!

13 comentários:

  1. Marcelo, ouso acrescentar a sua lista a pergunta:
    Porque o governador Sergio Cabral não apurou a declaração que Nem da Rocinha deu, informando que a metade dos milhões que ganhava ia para a polícia ??
    Vossa Excelência preferiu tranferi-lo para bem longe, para o povo esquecer esse assunto !!
    E os meios de comunicaçao não falam nada ??
    Cury

    ResponderExcluir
  2. Pô, Marcelo, isso aqui é Brasil; você já deveria saber como a banda toca por aqui. A corrupção está no DNA da maioria dos brasileiros. Todos nós sabemos as repostas para todas essas perguntas; qualquer criança sabe.

    ResponderExcluir
  3. Segundo os discípulos do PSDB tudo isso ocorre porque eles não estão no Poder Federal. Caso contrário tudo estaria na mais límpida e cristalina paz angelical.Como seus 8 anos de governo o foram.
    Inclusive o fim do mundo só não vai ocorrer em 2012, porque o calendário a ser seguido e creditado não é o dos Maias, e sim o deles. E nesse, reza a lenda que nesse ano letivo, o partido vai recuperar os detonadores perdidos à 8 anos.
    Ou seja, ainda há muito que privatizar e roubar em nome dos verdadeiros "salvadores da pátria".

    ResponderExcluir
  4. Levei um choque quando vi essa propaganda.

    ResponderExcluir
  5. Você é que pensa Marcelo,essas perguntas tem respostas sim. E eu não lhe respondo,porque não aguento mais tanta falta de atenção,tanta hipocrisia,tanta falta de trabalho,tanto descaso com aquele povo sofrido.
    E veja que o lance da Região Serrana se tornou um marco anual,pois tem o mês e a data igual.
    Como podemos ter esperança num Brasil melhor? Com tanta gente morrendo soterrada a cada ano???
    Boa noite.

    Monica.

    ResponderExcluir
  6. Mauro Pires de Amorim.
    É isso aí Marcelo! Estou pessoalmente a par da situação na região serrana, especificamente em Nova Friburgo, onde morreram em 11/01/2011, cerca de 900 pessoas, por conta de meu contato via Facebook com a Sra. Angela Pedretti, que vem a ser editora-chefe do pequeno jornal A Voz da Serra.
    O CREA-RJ, recentemente, no mês de janeiro de 2012, em função da aproximação do período de chuvas intensas ou de verão, enviou para tal município, uma comissão técnica e apurou que ao longo de todo ano que passou, as obras efetivamente necessárias, no sentido de salvaguardarem vidas e propriedades, não foram feitas, mal chegando à percentagem de 20%.
    Infelizmente em nosso país, a política e o Estado brasileiro, são usados em sua maioria, como trampolim e balcão de negócios particularistas. No entanto, todos nós cidadãos temos parcela de culpa nisso, uma vez que nos conformamos e fomos doutrinados por nossa cultura histórica autocrática, que é referente à sistemas de governo típicos de monarquias absolutistas e ditaduras, a sermos passivos e subservientes, consequentemente, mal temos a noção de que o capital que sustenta nosso Estado é auferido via sistema tributário e que, principalmente num estado democrático de direitos, os direitos não são favores, são garantias.
    Mas tudo bem, nossa democracia é incipiente e um dia, as pessoas de nosso povo se consentizarão de que doutrinas não sublevam pensamentos, sobretudo, pensamentos calcados em garantias do cidadão, uma vez que doutrinas, são dogmas calcados em verdades absolutas, unilaterais, autocrátas, tais como autos de fé e assim sendo, não admitem contestação, enquanto que o pensamento, admite posição em contrário ou contraditório, respeitando e debatendo com o opositor.
    Sei que já havia mencionado anteriormente, lá pelo final do ano que passou, tanto para você, como para Fernanda Dannemann a situação alarmante em Nova Friburgo. Aproveito o ensejo para agradecer essa sua força e atenção. Se cada um de nós fizer o melhor possível, garanto que o mundo será bem melhor. Continue combatendo o bom combate. Sinceros desejos de felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  7. Valeu, Mauro, estamos aí pra isso mesmo/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauro Pires de Amorim.
      Mais uma vez, obrigado você.
      Fiquei comovido com a situação, especialmente em Nova Friburgo. Foram 918 mortos e 215 desaparecidos. Desaparecidos? Onde nosso senso comum, em sua maioria, acha que estão essas pessos desaparecidas? Pois é! Só não foram oficialmente encontradas, nem deram notícias, 1 ano depois. E provavelmente assim continuarão.
      Velhos procedimentos e mentalidades estatais ou oficiais, autocráticas, dos antigos regimes, que perduram na "Nova República". Afinal, é mais cômodo manter ou copiar o sistema anterior, num misto de comodismo e corporativismo, ainda que inadequado, do que trabalhar seriamente para afeita-lo às reais e novas necessidades históricas.
      Por esse motivo, é que, no estudo da história, mais importante do que decorar nomes e datas, é entender, que a simples passagem do calendário, não produz a mágica da transformação na sociedade. É preciso que a sociedade angarie forças transformadoras, afim de realmente operar a passagem histórica.
      Felicidades e boníssimas energias.

      Excluir
  8. Os sobriventes das tragédias de verão,onde sucumbiram centenas de mortos e desaparecidos, deveriam se unir em torno de um lider e fazer como as "loucas da Praça de Maio" que exigiam do governo da Argentina, prestação de contas sôbre seus desaparecidos. Somos um Pais de Carneirinhos e Boizinhos de Prezépio. É revoltante ver tanto desacerto. Qualquer que seja o Partido Politico, é só entrar no Poder que esquece as promessas. Só querem mesmo é se dar bem pessoalmente. Yves Rangel

    ResponderExcluir
  9. O desrespeito e o descaso são enormes com as vitimas das fortes chuvas,como temos visto.Mas realmente o que mais vamos esperar se nem as crianças são respeitadas ! Pior do que lançar e colocar no mercado a tal bebida ,é a insanidade dos pais que tem a coragem de comprá-la ,servi-la a seus filhos e achar isso lindo !!!!

    ResponderExcluir
  10. Marcelo,essa da bebida pra crianças não são exatamente uma novidade. No final dos anos 80 havia uma bebida, Keep Cooler,de teor levemente alcoólico,que era anunciada até em programas infantis,acredite.

    ResponderExcluir
  11. Observador, agora lembrei do Keep Cooler. Conheci um panaca que deixava o filho de oito anos beber aquilo...

    ResponderExcluir
  12. Essa do espumante sem alccol foi demais. Gostaria de ver a reação conservadora diante do lançamento do cigarro de maconha sem thc e do pozinho branco sem cocaína... Coisinhas inocentes, só pra brincar.

    ResponderExcluir