Translate

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Visão privilegiada

Ok, chegou a hora da resposta à pergunta feita ontem.

Sei que você passou a noite em claro matutando sobre qual seria o lugar do Rio em que é possível avistar simultaneamente o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Morro Dois Irmãos e a Pedra da Gávea.

Obviamente, falo de um ponto de observação ao nível do mar, pois no alto de um dos morros do Rio fica fácil ver esses cartões postais citados.

Mas vamos à resposta, com fotos:

Eis o Cristo Redentor, maravilha do mundo moderno e marca registrada do Rio de Janeiro


Agora, o Pão de Açúcar, que deste lugar só mostra seu ponto culminante, onde fica a estação final do famoso bondinho.

E, por fim, em dupla, o Dois Irmãos e a Pedra da Gávea.


Pois o lugar é o bairro do Leme, mais precisamente no costão dos pescadores, de onde tirei essas fotos.

Mas confesso que, como disse o leitor Paulinho Cury, pode ser que de algum ponto da Lagoa Rodrigo de Freitas seja possível ver esses quatro points cariocas.

E amanhã tem mais. Quem entrar neste blog vai fazer uma viagem fantástica.

5 comentários:

  1. Mauro Pires de Amorim.
    Bem, eu quase acertei, pois escreví na sua postagem de ontem, quando você lançou a pergunta, que do mar ou oceano é possível se ver todos esses pontos simultaneamente de um mesmo ponto estático e o Costão dos Pescadores, no bairro do Leme é um ponto que avança mar adentro. E veja que nem precisa ser tão mar adentro assim, precisando afastar-se tanto da orla. Mas tudo bem, já coloquei meu chapéu de burro (risos).
    Mudando de assunto, Marcelo, não sei se você está a par, mas a situação em Nova Friburgo, RJ, não está nada boa. Depois da enxurrada de 12 de janeiro que devastou o município e a consequente devastação econômica, inclusive com fechamento e restrição de negócios, tendo reflexo sobre o emprego de muitos trabalhadores, que perdura até hoje, sendo que, hoje mesmo, 500 costureiros (as) perderam seus empregos nas confecções locais, houve a instabilidade político-administrativa com o afastamento do Prefeito, assumindo o vice, que também foi afastado, assumindo o Presidente da Câmara de Vereadores, que ao que me parece, também foi afastado. Todos envolvidos em corrupção. Quem está governando é o Vice-Presidente da Câmara dos Vereadores, ao que me parece, pois nessa frenética dança das cadeiras, posso ter me confundido. Enfim, não bastasse toda essa devastação, dois empresários, produtores artísticos e ecologistas, respectivamente, Nelson Rodrigues dos Reis Filho e Anderson Terra Pomar, promoveram o Serra Sons Festival, com artistas conhecidos da música brasileira e fugiram na calada da madrugada, deixando mais de 1,5 milhões em dívidas.
    Estou em contato com a imprensa local, especificamente o jornal A Voz da Serra, pois como sou advogado, tenho clientes no Rio, que foram lesados, pois adquiriram ingressos para todos os dias do festival e esse foi interrompido após o 2º dia, com a fuga dos produtores.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa esse calote no show, Mauro. A situação na serra depois da chuva é de envergonhar a raça humana...

    ResponderExcluir
  3. Caro Marcelo, eu até pensei no Leme, mas achei que da Lagoa seria mais fácil avistar os pontos que você mencionou !!

    Grande abraço...
    Paulinho Cury

    ResponderExcluir
  4. Marcelo,eu acho que da Lagoa,deve ter algum ponto de onde tambem possa ser visto essas quatro maravilhas. Agora vou aguardar a "viagem fantástica" que vou fazer amanhã... Boa noite.

    Monica.

    ResponderExcluir
  5. Mauro Pires de Amorim.
    Desculpe se meu texto anterior foi um tanto atabalhoado, mas era exatamente assim que eu estava ontem quando fiz esse comentário.
    Caso você se interesse pela situação de quase falência de Nova Friburgo, RJ, ou tenha algum outro(s) colega(s) jornalista com quem você tenha contato, pode recomendar a sra. Angela Pedretti, Editora-Chefe do jornal local, A Voz da Serra.
    Também enviei ontem, comentário de mesmo teor para o blog, Alma Lavada, da Fernanda Dannemann.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir