Translate

domingo, 5 de maio de 2013

A Rolinha e o Canarinho

Foto: Marcelo Migliaccio


_  E aí?

_ Beleza? Que cara de pai de quadrigêmeos é essa, o quê que houve?

_ Tô pê da vida.

_ Por quê?

_ Deve acontecer com você também, esse negócio de só chamarem a gente no diminutivo...

_ Como assim, Rolinha?

_ Aí, tá vendo? Rolinha é o caramba, Canarinho!

_ Meu nome de batismo é Canário da Terra.

_ É, mas todo mundo te aponta e fala com aquela voz melosa: "Olha lá o canarinho!" Ninguém diz o Bentevizinho, o Sabiazinho...

_  Urubuzinho, então, nem pensar... e daí, Rolinha, vai ficar bolada com isso? Em pleno domingão.

_ Por que "domingão"? É domingo, bolas. É isso que eu não gosto no brasileiro: ou é "inho" ou é "ão", não tem meio termo.

_ Eu trocaria meu nome pra Gavião numa boa.

_ Você Gavião? Só se for Gavião anão, né?

Foto: Marcelo Migliaccio

_ Devem te chamar de Rolinha porque você é uma miniatura da Pomba Rola... hehehe.

_ Ah, dá um tempo. E você, é miniatura de quem pra ser canarinho?

_ Não tô nem aí pra isso. Ainda por cima, apelidaram a seleção brasleira de futebol, que é a paixão nacional, com o meu nome. Isso não é pra qualquer um, não...

_ Detesto que me chamem de Rolinha. Parece aquele negócio de coitadinho do passarinho pequenininho... Meu nome é Rola, sou espada, comigo o bagulho é doido.

_ E poderia ser pior. Se te chamassem pelo teu nome científico, por exemplo.

_ É, nunca ninguém me chamou de Columbina talpacoti, graças a Deus...

_ Aí, esse papo já tá qualquer coisa,. vou dar um vôo. Tem uma Andorinha ali, ó. Tchauzinho!

_ Mané...

12 comentários:

  1. Marcelo tira leite de pedra, com uma simples foto, ele cria um texto criativo e gostoso de se ler.

    Cury

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o prezado Cury...mas convenhamos...uma foto de um "canarim" como nosotros mineiros dizemos rsrs, bem ao lado de uma rolinha e no mesmo cenário (lembra canário) da selva de pedra, não considero uma foto simples...no mínimo,de muiiita sorte, né???
      Marcos Lúcio

      Excluir
  2. Aí doidão, a que fumaça tu engoliu? hehehehehehe!!!!!!!!!
    Voa canarinho, voa!!!!!!! Olha doidão viajando!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Marcelo não troque o certo pelo duvidoso !! (rsrs)

    Cury

    ResponderExcluir
  4. Parece até que saiu daquela coleção "Para gostar de ler ", que reunia crônicas de grandes escritores, como Drummond, Rubem Braga, Fernando Sabino. Além do mergulho literário, lembrei também de uma cantiga que cantarolava com a turma da escola, aos 6/7 anos, que chamava "Rolinha".

    Rolinha, voou, voou,
    Caiu no laço se embaraçou.
    Ai, me dá um abraço
    Que eu desembaraço
    A minha rolinha
    Que caiu no laço !

    Se fosse Colombina, não tinha graça...

    Obrigada por despertar tão agradáveis lembranças.

    ResponderExcluir
  5. Bom pra ler domingo à noite.
    Sergio.

    ResponderExcluir
  6. Adorei! Parece mesmo coisa de Rubem Braga e Fernando Sabino.

    ResponderExcluir
  7. Nos anos 70 os alunos das escolas públicas tinham aula de educação musical, lembro-me que a minha professora (Joalina) ensinou para turma essa bela música:

    A rolinha sinhô (Waldemar Henrique)

    Eh...
    A rolinha sinhô
    eh...
    A rolinha, sinhá,
    pegue mas não deixe voar
    a rolinha da beira-mar
    que piou, piou,
    no meu coração
    e é do meu sertão

    Então voa voa voa
    rolinha voa de papo pro ar
    voa voa voa rolinha
    voa pra beira-mar...

    Cury

    ResponderExcluir
  8. Não são, apenas rolinhas e canarinhos os insatisfeitos com esses diminutivos supostamente carinhosos. Geralmente, tais diminutivos negam a percepção, tipo, Jorginho, com dois metros de altura. Á propósito, o POETINHA, amava tratar os amigos e amores pelo diminutivo.
    A Gestalt dessa postagem está uma belezinha.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  9. E eu, que virei sinônimo de radar!!!

    Ass: Pardal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos não te chamam de "radarzinho".

      Ass: Rola

      Excluir