Translate

quarta-feira, 13 de março de 2013

Sentado à beira do caminho

Foto: Marcelo Migliaccio

14 comentários:

  1. Em que será que ele pensa, assim, tão profundamente?

    Bom dia e abraços,

    Wanda Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino que ele deva estar pensando em muita coisa: Em um País desigual, por que eu não nasci filho do Eike Batista??? Ou então, Se eu tivesse nascido em Cuba isso não aconteceria...

      Excluir
  2. Fiquei comovida com a imagem. Ele está, literalmente, à beira do caminho.

    ResponderExcluir
  3. Será que, pela mente de um homem em tal estado de abandono, aida são produzidos pensamentos, construções lógico- formais, ou apenas devaneios, fantasias, delírios...? Apenas interagindo com ele, saberíamos.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  4. Os argentinos ganharam de nós, o papa é deles.
    Sergio.

    ResponderExcluir
  5. Confesso que quando vejo um ser humano nessas condições, eu fico com os olhos cheios de lágrimas e me ponho a xingar e desejar mal aos mais abastados, que ignoram seu o próximo e suas necessidades.

    Concordo com Hélio Luz (ex chefe da polícia civil) que dizia que o sequestro de um rico é uma maneira de socializar os bens !!

    Cury

    ResponderExcluir
  6. O nosso candidato a papa era tao conservador que nem o vaticano quis. Se sem o papa ser brasileiro a igreja ja jogou sujo contra a Dilma, imagina se o brasileiro ganhasse???

    ResponderExcluir
  7. Ainda bem que o candidato brasileiro mais cotado não ganhou. Li na isto é que ele era "muito amigo" do Geraldo Alckmin.

    ResponderExcluir
  8. Soube tambem que o Serra andou dando conselhos ao candidato brasileiro de como se eleger rsrsrs...

    ResponderExcluir
  9. Como sou eterno curioso...ao ver esta fotografia tragicamente bela ...pensei em algo(?!), intuitivamente,e, ao ler a frase: "sentado à beira do caminho" que remete à uma canção romântica, de "amores eros" afogados ou de triste fim... não me contive e fui fazer uma das minhas inúmeras paixões(vivo apaixonado rsrs)qual seja: pesquisar.. et voilá!!!...satisfiz minha curiosidade e concluí que não estou sempre equivocado, senão vejamos:

    Psicologia: Reflexão e Crítica

    Alcoolismo



    Vidas Errantes e Alcoolismo: Uma Questão Social



    Eurípedes Costa do Nascimento1 2
    José Sterza Justo
    Universidade Estadual Paulista/Assis


    Resumo
    O fenômeno da errância, impulsionado por motivos sócio-econômicos ou mesmo por razões pessoais, traz consigo profundas transformações no plano psicossocial. A presente pesquisa se propôs a investigar as razões que levam os "trecheiros" à ruptura com a vida sedentária e o papel que o alcoolismo exerce nesse processo de deserção. Foram entrevistados doze sujeitos que fazem uso de bebidas alcoólicas, albergados numa Instituição Assistencial da cidade de Assis, SP, sendo as entrevistas submetidas, posteriormente, a uma análise de conteúdo.

    Os resultados mostraram que a morte dos pais, os conflitos familiares e o desemprego têm sido um dos principais motivos para a ruptura com o "nosso caminho".

    O uso do álcool, no "trecho", é atribuído pelos próprios sujeitos à necessidade de "esquecer problema", maior encorajamento e apaziguar conflitos remanescentes, em geral, conflitos afetivos que possuem como epicentro a infidelidade conjugal.

    Minha intuição me diz que a questão está no último exemplo:infidelidade conjugal, sem a pretensão estúpida de ser o dono da verdade, marrelógico.

    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São teorias, a vida é muito mais complexa que as teses, por melhores que sejam. Essa transcrita é interessante

      Excluir
    2. Claro que viver, em qualquer instãncia, é sempre muiiiiiiiiito complexo e a essência quase sempre escapa ou não se mostra por inteiro.Somos constituídos de muiiiiiiitas camadas. Mas aqui é só apresentação de resultado de uma pesquisa, sem teorizações, e feita com albergados numa Instituição Assistencial da cidade de Assis, SP, com conclusões tiradas a partir da fala ou do discurso deste público alvo. Assim como você, considerei a pesquisa bem interessante, para o pouco que entendo ou suponho entender rsrs.
      Ótimo finde!!!

      Excluir