Translate

terça-feira, 14 de abril de 2015

Capital x Sem Trabalho

Não havia nenhum mauricinho ou patricinha de verde e amarelo para dar apoio. Invasão é palavrão no capitalismo, e aquela gente toda, suja, mal alimentada, sem instrução, já havia sido expulsa de um terreno do governo do Rio há alguns meses. Expulsar invasor é uma especialidade da casa. Ocupar um imóvel, mesmo que abandonado e pertencente a alguém que possua dezenas de outros, é crime. Agora, eles haviam ocupado um arranha-céu na Praia do Flamengo, arrendado pelo empresário Eike Batista. Falido, o ex-Midas, o self-made man tupiniquim, abandonou o prédio em ruínas, assim como fez com o Hotel Glória, localizado não muito longe dali. 

Foto: Marcelo Migliaccio


Lá dentro, famílias que a mídia trata como invasores. Idosos sem honra, jovens sem futuro e crianças que desde cedo precisam se acostumar com as grades...

Foto: Marcelo Migliaccio


Acho que essa não é a varanda com a qual eles sonharam. Ninguém é invasor por opção, hobby, esporte...

Foto: Marcelo Migliaccio


Sem contar que a vista aqui é a pior possível.

Foto: Marcelo Migliaccio


Do lado de fora, a única coisa que o sistema se propõe a oferecer a quem não faz parte do mercado consumidor: tropa de choque.

Foto: Marcelo Migliaccio


A classe média que fica indignada com o telejornal da noite não está nem aí, muito menos os emergentes que vestem as cores do Brasil para pedir a cabeça da presidente que a maioria escolheu. Só param para olhar, e mesmo assim atrás dos ombros largos dos soldados do capital.

Foto: Marcelo Migliaccio


Antes do embate iminente, a turma da gravata e do salto alto tenta uma última solução negociada...

Foto: Marcelo Migliaccio


Eis os chefes da assistência social do governador traçando as diretrizes do seu mais novo programa de exclusão.

Foto: Marcelo Migliaccio


Mas a coisa parece difícil. Às vezes mocinhos e bandidos se confundem. Quem é vândalo, afinal?

Foto: Marcelo Migliaccio

A grande imprensa está lá, para produzir seus noticiários viciados.

Foto: Marcelo Migliaccio


Mas as pequenas mídias de guerrilha também marcam presença.

Foto: Marcelo Migliaccio


Difícil é achar alguém que aja com o coração nessas horas...

Foto: Marcelo Migliaccio


Quem riu por último na história?

Foto: Marcelo Migliaccio


Adivinhe?

Foto: Marcelo Migliaccio




"E assim nos tornamos brasileiros."

Foto: Marcelo Migliaccio








5 comentários:

  1. Voce achava que iria terminar de outra forma???

    ResponderExcluir
  2. Ao invés de dizermos "Ò Pátria amada, idolatrada" deveríamos dizer "Oh Pátria amada, idolatrada", (Oh de dor).
    Enquanto isso, o canalha do Eike deve estar rindo, ele deveria estar na cadeia !!!
    Cury

    ResponderExcluir
  3. Que chamam de ladrão de bicha maconheiro, transformam o pais inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro.

    ResponderExcluir
  4. Pra que olimpíadas, se não temos moradias.

    ResponderExcluir