Translate

domingo, 15 de março de 2015

A golpeata

O dia 15 de março de 2015 vai entrar mesmo para a História: será eternamente lembrado como o dia da primeira Golpeata (a passeata golpista).

Agora, só falta o Congresso, em vez de votar a reforma política e acabar com o financiamento privado de campanhas políticas, dizer que precisa ser sensível ao grito das ruas e iniciar as manobras para votação do impeachment. É capaz de cobrarem um troco pra não derrubar o governo. Eu contribuo com R$ 5.


Depois de muita discordância e delírios (1 milhão na Av. Paulista dá 333 pessoas por metro quadrado), a "imprensa escrita, falada e televisada" está chegando a uma conclusão sobre o número de manifestantes que estiveram nas ruas ontem: 1,8 milhão no país inteiro, segundo Folha e Uol.

Menos de 1% da população brasileira.

Nossa, que movimento pujante!


Mas o mais engraçado é ver os malabarismos verbais feitos por jornalistas que não querem ser tachados de golpistas mas também não querem desagradar seus patrões, aqueles dos milhões de dólares sonegados no HSBC suíço.

Estão cassando o seu voto, devagarinho, passo a passo, até o dia em que vai eclodir o ovo da serpente.

O último réptil agourento viveu 21 anos. Quando finalmente morreu, caiu de podre, a ditadura deixou uma concentração de renda indecente, êxodo rural e formação de favelas nunca vistos, estatais sucateadas, dívida externa gigantesca, fome, milhões de desdentados, desvalidos, educação abandonada, meios de comunicação nas mãos de meia dúzia. Sem falar nos mortos e torturados.

E, claro, corrupção em todos os níveis, como é próprio das ditaduras, de direita ou de esquerda.

Instabilidade social à vista, meus amigos. Se um presidente for derrubado no grito, outro também poderá ser. Aí vira zona.

E lá vai, Brasil, de volta para o passado.

25 comentários:

  1. Se há outras realidades, desconheço. A ditadura foi e ainda é a página mais infeliz da nossa história.Nem a Marina Silva, o Aecim e o FHC apóiam o impeachment , pois não dariam tiro nos próprios pés e não são loucos de demonstrarem antidemocracia tão explicitamente.Como disse o lúcido e brilhante Mauro Santayana, as manifestações dos brancos e ricos, contra a presidenta e até pedindo a volta dos militares (quanta estupidez, meu Deus")... foi a marcha dos insensatos Lamentável, e mais não digito para não parecer ofensivo.

    ResponderExcluir
  2. Voce esta vendo uma tempestade num copo com agua. Primeiro, e mais importante, nao existe a menor possibilidade de um levante militar. Segundo, nao existe qualquer base legal para um pedido de impeachment. Terceiro, embora o PMDB nao seja um partido confiavel eh, sem duvida, um partido "compravel" e o vice tem poder no partido. O PMDB nao vai abandonar a mamata tao facilmente. O PT ainda vai ter que abrir - muito - as pernas para o PMDB em troca da manutencao do poder e governabilidade.
    Disse e repito: Infelizmente teremos que aturar essa gerentona por mais lonnngos 3 anos e, de quebra, uma grave crise economica.

    ResponderExcluir
  3. Pujante foi a manifestacao do dia 13 onde toda a torcida do America participou. Foram duas kombis lotadas!!
    Novamente: A questao nao esta no impeachment ou num levante militar (veja meu comentario anterior) mas sim no mau gerenciamento do NOSSO dinheiro. Do tanto que se retira dos salarios e o pouco que retorna em forma de saude, educacao, saneamento, etc, etc.
    Quem foi as ruas pedir a volta dos milicos ou o impeachment perdeu seu tempo e mostrou o quanto "entende" sobre um sistema democratico porem milhares (incluindo muitos que votaram na gerentona e hoje, tao rapido, descobriram que a unica coisa que ela fez foi mentir para ganhar o poder) foram reclamar sobre a situacao social e financeira que esta caminhando para um buraco cinza, culpa do pessimo gerenciamento da dita cuja.

    ResponderExcluir
  4. Incrível , apoiar o PT só sendo cego ... ou mal carater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk! Esse Anônimo deve ser um daqueles que no domingo seguravam faixas pedindo mais educação e mais escolas. Pra ele mesmo!

      Excluir
    2. O anônimo coxinha reacionário, que é, de fato, e por confissão inconsciente, cego, mau caráter e alienado político -além de assassino do vernáculo (mal (sic) carater rs ...que o blogueiro não perdeu a chance de ser sarcástico, ao jurar ser "bem" caráter rs) , está acusando apoiadores do PT, infantiloidemente, por projeção. Para Freud, " Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo". Ou seja, para Freud, a projeção é um mecanismo de defesa psicológico em que determinada pessoa "projeta" seus próprios pensamentos, motivações, desejos e sentimentos indesejáveis numa ou mais pessoas. Para alguns psicanalistas e psicólogos trata-se de um processo muito comum que todas as pessoas utilizam em certa medida. Projeção é definida por Peter G., como "a operação de expulsar os sentimentos ou desejos individuais considerados totalmente inaceitáveis, ou muito vergonhosos, obscenos e perigosos, atribuindo-lhes a outra pessoa."

      Excluir
  5. Parabéns Marcelo. Sensato como sempe. Infelizmente os envolvidos nessa golpeada são, em sua ampla maioria, burros demais para entender os fatos e sequer conhecem a história do próprio país. Com certeza sabem mais da história da Flórida! São manipulados por informações distorcidas bombardeadas de todos os lados e não conseguem filtram nada! Falta senso crítico e repetem como papagaios o que escutam nos grupos do Whats Up, do Facebook e por aí seguem.

    ResponderExcluir
  6. Somente uma brincadeira.
    Leva na esportiva, OK?

    ResponderExcluir
  7. A Falha de São Paulo já se corrigiu. Na verdade foram 250 mil pessoas e não um milhão. Um pequeno erro de cálculo da polícia militar do Picole de chchu que por incrível que pareça sempre joga os numeros pra baixo. A Pity que é de Salvador, onde a passeata parecia que era de Blumenau de tão brancos que eram os participantes, mandou muito bem ao dizer que jamais marcharia ao lado de direitistas revoltados e de gente que quer a volta da ditadura militar. Vários jornais internacionais noticiaram que se tratou de um movimento da classe média branca. Não que eles não tenham direito de se manifestar, mas os menos favorecidos precisam entender que esse movimento é contra a sua ascensão e que se o apoiarem estarão cavando a própria cova.

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de pedir aos organizadores da passeata do dia 15 para dá próxima vez fazê--la no calçadão de Bangu para provar a todos quer não é uma passeata de ricos e brancos, mas de pobres da periferia.
    Desejo que todos tenham um bom Dilma !!
    Cury

    ResponderExcluir
  9. Numeros... Como se isso fosse a razao de tudo...
    Cor de pele... Como se isso importasse alguma coisa.
    Classe social... Como se existisse apenas uma, que eh contra. As demais, a favor. Por favor!!
    Esquerda ou direita... Como se isso fosse um divisor entre o bom e o ruim, o certo e o errado.
    Foi o povo que foi as ruas reclamar. Foram pessoas, sem importar se 500 mil ou 5 milhoes. Sem importar a cor da pele, o saldo bancario, a posicao social ou politica. Foram pessoas que descobriram que a entao candidata mentiu para conseguir votos e apos, eleita, confirmou as mentiras. Pessoas que estao sentindo os aumentos e os cortes que a entao candidata jurava de pes juntos que quem faria isso seria o adversario. Ela, jamais...
    Claro, foram alguns que, para mim, nao passam de idiotas, com placas pedindo intervencao militar ou impeachment mas, tirando esses insanos, quem estave nas ruas foi o povo. Seja coxinha, seja enroladinho.
    Que tenha sido util.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Ariel, sabemos que a manifestação do povo na rua é muito bom para a democracia, mas que a do dia 15 foi em prol dos mais ricos que não aguentam ver seus empregados tendo e fazendo coisas que somente eles tinham (viagens de avião, tv, celular, carro novo, etc...)
      Cury

      Excluir
    2. Grato pela nota, Cury. Nao resido ai faz 25 anos e, embora acompanhe, faz tempo que nao vou ai.
      Lembro da Lei implantada pelo saudoso Brizola com relacao ao uso de elevadores sociais por empregados. Ridiculo imaginar que uma Lei assim fosse necessaria, nao? Mas era! Alguns podem ser ricos mas sao muito pobres de espirito...
      Acredito sim que algumas pessoas tenham (ainda) esse tipo de comportamento ilogico mas nao creio que tenha sido uma maioria entre os que foram as ruas, esse tipo de gente. Acredito que entre os que foram estavam pessoas que pensam dessa maneira assim como pessoas que gritavam quase em transe pelo impeachment (nao existe base para isso) e pela intervencao militar (pura sandice. Coisa de acefalos) mas tambem acredito que muitos protestaram (entre esses ate eleitores da presidente) devido ao orgao sensivel que possuem: a carteira. Pessoas que ouviram promessas nos debates e, na realidade pos eleicao, sentiram o oposto. Pessoas que agora pagam uma conta de luz 40% mais cara, que se sentiram enganadas pelo que foi dito e pelo que esta sendo feito. Pessoas que estao notando que a situacao economica esta ruim alem de, diariamente, noticias sobre roubo (que a midia conservadora adora dar mais destaque do que o merecido ou, pior, que informe de forma duvidosa).
      O que sei eh que a economia esta caminhando para fora de controle. O que vejo eh a pessima administracao da coisa publica. Por esses dois motivos teria ido as ruas para protestar.

      Excluir
  10. Como eu disse antes todos tem o direito de se manifestar com base nos princípios democráticos. Agora, quem ainda não percebeu a existência de uma luta de classes no país só pode ser por estar vendo de longe e com olhares enviesados. Acorda povão antes que seja tarde.

    ResponderExcluir
  11. Fala, Marcelão! Vi essa imagem dos "protestos" do dia 15 e acho que resume bem. https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/21997_829589330446585_894469182775248595_n.jpg?oh=8d86218cefa4f04711ea79c3c0ecdf7f&oe=55B7A093&__gda__=1437906506_cf9586bf458655386b8cc9c544d8f623

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, a foto revela exatamente o que eu disse, a manifestação foi feita pelos ricos e brancos e a grande maioria era do PSDB, PFL/DEM e outros partidos de direita.
      O periferia pobre só assistiu.
      Cury

      Excluir
  12. Fazer contas não é o forte de jornalistas. A Avenida Paulista tem tem 117 000 m² , avaliando que havia 5 pessoas /m², teríamos aproximadamente 600.000 pessoas , isso numa situação estática e sem contar as ruas laterais. Acontece que as pessoas entravam, passavam pela avenida, e saíam, ou seja, o número de 1 milhão é perfeitamente compatível com a massa humana que se viu ao longo da paulista. Não sei de onde o blogueiro tirou que para haver um milhão teria que haver 333 pessoas por m². Acho que o blogueiro tentou fazer a conta "de cabeça"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sejamos racionais. A avenida Paulista tem 2.700 metros de extensão x 50 metros de largura (incluindo pistas, calçadas e canteiros) = 135 mil metros quadrados.

      Calculemos 4 pessoas por metro quadrado. O total chegaria a 540 mil pessoas. Mas, pra isso, a avenida teria que estar cheia, de ponta a ponta. Do Paraíso à Consolação. As imagens mostravam claramente que não estava assim. E havia clarões. Na área em torno do MASP, a concentração era grande, diluindo-se (um pouco) depois.

      Na sexta 13, a marcha dos sindicatos ocupou 3 quadras de forma compacta, mas em apenas uma das pistas. Hoje, foram 9 quadras relativamente compactas (da Brigadeiro até a Bela Cintra), mas nas duas pistas. Ou seja, 6 vezes mais.

      Se no dia 13, havia 40 mil pessoas na Paulista, hoje havia (6 x 40) cerca de 240 mil. 300 mil estourando (contando as ruas laterias e região dos Jardins)…

      Excluir
    2. Parece-me bem lógica esta argumentação e até concordo com ela. Mas o problema maior é que, principalmente em política, religião e futebol, a dona racionalidade sai para passear. Diria até que em quase todos os assuntos subjetivos, pois somos -os que ainda podem ser considerados humanos rsrs - mais emocionais que racionais...daí, a dificuldade de transformar um preconceito (emocional) em conceito (racional). E la nave va...

      Excluir
    3. A questao nao eh 6 ou meia duzia. A questao fica pelo fato de que, sim, pessoas foram as ruas protestar (alem as idiotas que foram pedir impeachment ou intervencao) em varias cidades do Brasil por que nao estao nada satisfeitas com o andar da carruagem. Seja devido a corrupcao, ao aumento na conta de energia, os cortes nos programas sociais, descobrir que a presidente mentiu e enganou o eleitor para conseguir a reeleicao, a inflacao.
      Que tenha sido apenas um no lugar de 100 mil, 1 milhao. Foi valido e querer discutir quantidade nao vai modificar motivos.

      Excluir
    4. Desista, fazer contas não é seu forte; racionalidade? Pior ainda. Ao contrário da manifestação do dia 15, a do dia 13 contou com um bloco compacto estático, não havia movimento de entrada e saída na "multidão" de 40 mil pessoas, o bloco seguiu compacto o tempo todo. A do dia 15 era dinâmica, não seguiu compacta pela avenida. As pessoas percorriam a paulista saiam enquanto outras entravam. A falta dessa percepção do blogueiro deve estar viciada pela atividade fotográfica !

      Excluir
  13. Marcelo continua perdendo tempo com anônimos. Imagine o voto de um cidadão que tem medo de mostrar o nome?

    ResponderExcluir