Translate

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Vá à Paris (com crase mesmo)

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


A crase no título não está errada. Não falo da cidade luz, a capital da França, onde nunca estive, mas de uma praça que, por sua localização curiosa, é vista pela maioria dos cariocas apenas de longe, quando passam por ela de carro ou de ônibus.

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


Creio que a Praça Paris tem esse nome porque lembra os jardins do Palácio de Versailles, onde a monarquia francesa um dia perdeu a cabeça. Na Praça Paris, muita gente também perde a cabeça, seja pelas biritas que toma na vizinha Lapa ou pelos travestis de R$ 1,99 que fazem ponto ao lado desse bucólico recanto.

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


Bucólico mesmo. A Praça Paris é linda e muito aprazível, principalmente numa manhã ensolarada de outono, que permite um visual límpido de vários pontos nobres do Rio como a Igreja da Glória...

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


E o relógio do edifício Mesbla, na Cinelândia.

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


A razão de um lugar tão lindo como esse ser frequentado por relativamente poucas pessoas é que ele fica ao mesmo tempo espremido e longe demais da Cinelândia, da Lapa, do Aterro do Flamengo e do movimentado Catete. Sim, espremido quando percorrido de carro e longe demais para ser atingido a pé. E o pior é que não há estacionamento próximo.

Ou se chega nessa Paris de ônibus, ou de bicicleta, e não, como acontece com a outra Paris, de avião...

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


Além dos jardins, a Praça tem estátuas que reinam soberanas. Adoro estátuas. Não ficam falando besteira no nosso ouvido e nunca se mexem na hora da fotografia.

Praça Paris, Rio/Foto: Marcelo Migliaccio


Portanto, se você é carioca ou visita a cidade, vá à Praça Paris. Garanto que lá nenhum francês vai torcer o nariz pra você...

12 comentários:

  1. Marcelo, eu também sempre gostei desta nossa Paris, mas concordo que ela é meio fora de mão para um passeio. De qualquer forma, em honra ao seu divertido post, qualquer hora vou passar por lá!

    ResponderExcluir
  2. Se as praças de muitos bairros recebesse a metade do tratamento que a prefeitura dá a praça Paris. o Rio seria muito mais bonito e os cariocas agradeceriam.

    A Praça Ben Gurion (do chafariz) em Laranjeiras é um clássico exemplo de abandono da prefeitura !!

    Cury

    ResponderExcluir
  3. Em tempo: Se as praças de muitos bairros recebessem e não recebesse como está escrito (olha a concordância) rsrs

    Cury

    ResponderExcluir
  4. Belíssimas fotos (comme d'habitude), favorecidas pela luminosidade esplêndida desta estação

    Sinto-me privilegiado por morar a poucos passos desta maravilha e chego lá a pé, sempre que possível. Não sou francês, mas adoooooooro ler neste local (como muitos deles fazem no maravilhoso Jandin de Luxemburgo, de Paris, p.ex.).

    Se em Paris nehum francês/a torceu o nariz pra mim (sou razoavelmente educado e de bom senso)...nem pra Fernanda Dannemann ...nem pra muitos outros/as visitantes da cidade luz, e conhecidos meus, então,nesta praça, realmente, ficará impossível algo no gênero, "bien sûr"!.

    Para quem tiver (mais) curiosidade, um pouco (mais) de informação, da (mais) bela praça carioca...à guisa de colaboração, ok?
    Abraço
    Marcos Lúcio

    Um pedaço de Paris no Centro do Rio
    Inspirada nos jardins franceses, Praça Paris é joia da belle époque

    Construída em 1926, ela possui uma grande concentração de esculturas e monumentos, contendo diversos bustos, estátuas em mármore e um belíssimo chafariz, recentemente restaurado, instalado em um lago de 1600 metros quadrados. Localizada no bairro da Glória, próximo ao Aterro do Flamengo e ao boêmio bairro da Lapa, a Praça Paris é um dos maiores parques públicos da cidade e, com sua recente restauração, voltou a atrair o público para caminhadas e passeios.

    O traçado geométrico das galerias faz alusão aos grandes projetos de jardins franceses, tendo elementos decorativos que foram reproduzidos dos originais constantes nos jardins do célebre Palácio de Versalhes, como os golfinhos do chafariz e as esculturas em mármore carrara que representam as estações do ano, uma vez que estamos na mais luminosa estação.

    ResponderExcluir
  5. Intelectuais de Google, são enfadonhos. Quanto á Praça Paris, sem dúvida, é um belo lugar.
    Morei muito tempo no Flamengo, curtindo em muitos domingos a Feira da Glória, quase contígua á bela praça. Em alguns momentos, quando não tinha clientes nas primeiras horas da manhã, sentava-me na praça, após minha caminhada diária de doze km no Parque do Flamengo, para ler o JB, ainda impresso.
    No presente, resido na Região dos Lagos, indo ao Rio, pelo menos, quatro vezes, ao mês, para vivenciar o universo intelecto-cultural de nosso Rio, além de rever os amigos de sempre, meu único filho e meu Médico Homeopata. Nesses momentos, invariavelmente, passo pela Praça Paris e passeio pelo belo Parque do Flamengo, acompanhado por amigos(as).
    Desejo retornar ao Rio, talvez, até o final desse ano, pois lugar de Carioca, é no Rio, com tudo de belo que ele Possui, começando pelas mulheres mais lindas e descoladas do planeta.
    Antonio Carlos

    ResponderExcluir
  6. Bela praça ,belas fotos .Marcelo,sei que vc não gosta da
    TV Biscoito,mas assista hoje o programa Globo Mar.

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eles querem, fazem jornalismo de ótima qualidade. Bj

      Excluir
  7. Realmente não sei o que é pior: se fulanos esnobes que se julgam _prepotente ou arrogantemente_ especiais ou ungidos... por vivenciarem universo intelecto-cultural ou beltranos enfadonhos intelectuais de Google. Porém, ah! porém ... sou pacato e humilde cidadão distante dos falsos e/ou verdadeiros eruditos, e lido somente com gente comum Mas bem sei que_ parafraseando Paulinho da Viola_ há um caso diferente que marcou meu coração: a bela praça Paris. Ela satisfaz e encanta "unziotros", evidenciando, até, neste caso, comentaristas com familiares estranhamentos. Freud explica?

    Aproveitarei então, dentro das minhas limitações intelectivas, este tempo exuberante para uma visita/passeio ao idílico endereço e sem levar livro ou jornal. Como a maioria absoluta dos
    brasileiros, infelizmente, não sou chegado a leituras:sou burrinho, mesmo! e sem orgulho, até muita vergonha disto.
    Abraço e parabéns pelas fotos de belíssimo efeito.
    Danilo

    ResponderExcluir
  8. A "foto do dia" (nao sou saudosista mas hoje acordei um tanto quanto) ficaria melhor se la no ceu estivesse um Electra II no lugar daquele jato frio...

    ResponderExcluir
  9. Boa Lembrança, Marcelo! É realmente linda e bem tratada, sempre quando vou ao Centro de carro ou ônibus contemplo aquela bela praça e também fico com pena de não ser muito frequentada. Tive o prazer de ouvir canções da Piaf com Bibi Ferreira na Praça, quando da reinauguração da mesma há anos atrás, foi emocionante. Adoro Praças e Jardins, pena que não é comum entre nós cariocas vermos lugares assim preservados e bem cuidados com tanta especulação imobiliária...
    Parabéns pelas fotos!
    Desculpe-me, já que estamos falando da nossa Cidade, aproveito para protestar contra os maus tratos com a Estação de trem da Leopoldina, gosto muito de Gares e esta com toda certeza tem muita História, pena se encontrar em total abandono!!! Um abraço Regina Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Regina, outro dia coloquei uma foto da gare da Leopoldina aqui, aquela fachada é fantástica mesmo. Abração.

      Excluir