Translate

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Miele e o boliviano

Miele, que a minha avó Jandira já achava "um showman completo", contava esta história. Rolava uma festa da alta sociedade carioca, daquelas com políticos, artistas, profissionais liberais, empresários. Dançavam, comiam e bebiam do melhor na maior animação mas a expectativa era pela chegada de um boliviano que traria farta porção daquele produto típico de seu país, com alto grau de pureza.

Miele conversava com amigos numa rodinha no interior da mansão quando percebeu que alguns convidados, todos já pra lá de Bagdá, inventaram de jogar na piscina, de roupa e tudo, todo mundo que chegava.

Apavorados, alguns ainda correram em direção à piscina para impedir que o emissário dos Andes fosse também vítima da brincadeira.

Tarde demais. Quando viram, o boliviano já estava em pleno vôo.

Depois da imersão, o traficante levantou a cabeça molhada para fora d'água e disse, decepcionado:

_ Se fué...

3 comentários:

  1. Artista completo. Sempre admirei o Miele. Boa aterrizagem no outro plano.

    ResponderExcluir
  2. A imagem que eu tinhe, que pode nao ser a real é de um autêntico "bon vivant". Se foi deve ter aproveitado bem a vida. Só espero que tenham conseguido secar a roupa do cara rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. O Miele é um grande artista polivalente que com certeza está atuando ainda hoje, onde estiver.

    ResponderExcluir