Translate

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Estão dando um golpe, percebeu?

Há um golpe em curso contra um governo democraticamente eleito. Querem derrubar a presidente, e querem fazê-lo com a sua ajuda.

Você faz parte da manada golpista (imprensa calhorda, tucanos ressentidos, militares fascistas e imbecis em geral)?

Impeachment sob o falso manto da moralização é golpe!

Quem vai moralizar? Os corruptos que saquearam o país durante 500 anos? A imprensa que sempre patrocinou a concentração de renda e esconde a roubalheira dos seus aliados? Os militares, lembra deles? O Eduardo Cunha, aquele da Telerj, e mais 300 picaretas?

Dilma não é Collor. Aceitem a derrota nas urnas. Cadê as provas? Bravata na imprensa não ganha jogo.

Foto: Marcelo Migliaccio

23 comentários:

  1. O Nassif acaba de divulgar um email da direção de jornalismo da Globo pedindo que FHC não seja citado em nenhum depoimento ligado à petrobras. Tudo obviamente parte do golpe mídiatico. No entanto, o jurista Dalmo Dallari acaba de dar um parecer destruindo o que tinha sido encomendado por FHC ao jurista reaça Ivês Gandra a favor do impeachment. Ou seja, o golpe tem DNA de FHC que não sabendo perder se comporta como uma miss tentando roubar a coroa da vencedora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O emplumado tucano cínico FHC como miss amazonas (origem da piada) , é um achado brilhante e oportuno, Clistenes.De fato, o lúcido e isento jurista
      Dalmo Dallari contesta parecer jurídico sobre impeachment de Dilma e diz:
      'Não vejo a mínima consistência nessa tentativa de criar uma base jurídica'

      Jornal do Brasil

      Em entrevista à assessoria do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), o jurista Dalmo Dallari comentou o parecer de Ives Gandra Martins que traz argumentos jurídicos sobre a possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

      “Eu não vejo a mínima consistência nessa tentativa de criar uma base jurídica para o impeachment”, afirmou Dallari.

      O jurista chamou de absurda a aplicação da doutrina do domínio do fato no caso Petrobras e lembrou que, se fossem seguir a lógica sugerida por Ives Gandra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deveria perder seus direitos políticos e todos os senadores do país poderiam ser igualmente cassados. “A Constituição, no artigo 52, dá como atribuição do Senado ‘processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente da República nos crimes de responsabilidade’”, disse. “Portanto, se ele considera que, mesmo sem comprovação de conhecimento direto, existe a obrigação de agir, então essa obrigação existe para os senadores também.”

      Na hipótese de parlamentares de oposição levarem adiante um pedido de impeachment, Dallari sugere recorrer ao Supremo Tribunal Federal com um mandado de segurança. “Uma ação visando cassar direitos sem haver nenhuma fundamentação é claramente inconstitucional."

      Excluir
  2. "Cadê as provas?" As provas estão com quem de direito; com quem tem capacidade, competência e atribuição de ter acesso a elas. E não são a responsáveis por bloguinhos que elas serão apresentadas. Conforme-se com sua insignificância e mediocridade, pois a você, um simplório jornalista, não será mostrada qualquer prova. Conforme-se!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem "de direito"? Gilmar Mendes? Hein, corajoso anônimo ?

      Excluir
    2. Estas provas têm tanta credibilidade quanto as palavras de um anônimo...

      Excluir
    3. Bom, o sujeito falou alguma mentira? Sabia que várias prisões e apreensões de drogas, por exemplo, ocorrem graças a denúncias anônimas? É melhor ser um anônimo que diz algo que preste do que os nominados que defendem a corruptos e a corrupção! Fábio!

      Excluir
    4. Quem aqui defende corruptos? O que eu vejo é gente, anônima e nominada, defendendo golpe institucional para colocar no poder gente ainda mais corrupta.

      Excluir
    5. Realmente estamos precisando de algum anônimo que diga algo que se aproveite...

      Excluir
  3. Não acho que dá para refutar que há uma roubalheira e que o PT está envolvido.
    Claro também que a roubalheira não começou nos últimos 12 anos. Mas isso não justifica ela ter se mantido tão ativa no governo do PT, partido que nos anos em que era oposição sempre criticou essa atitude.
    Sou uma defensora da democracia e, como tal, respeito o sagrado voto. A Dilma, o PT, sem dúvida está legitimamente no poder. Mas isso não os isenta de prestar a cada cidadão as contas. Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paradoxalmente, é graças ao PT, que estamos sabendo dos bastidores corruptos da politicalha tupiniquim. Será que existe, ainda, alguém tão alienado (pior é que tem e muitos rsrs) que possa supor na possibilidade dos detritos aparecerem com tamanha fiscalização e alarde/sensacionalismo (pelo menos para o lado do pt) se fosse um governo como os anteriores, ou seja, da tucanalha e/ou de qualquer outro partido direitista/neoliberal ortodoxo???É ruim, hein???

      Excluir
  4. Minha posicao em relacao ao PT eh bem clara. Discordo de qualquer tentativa de tirar a incompetente da gerentona que nao seja pelo voto, no Congresso, no caso de um pedido de impedimento. Ocorre que, caso aconteca, serah fadado a derrota pois, ao contrario do Collor, a gerentona tem um grande partido de base alem de aliados que garantirao a sua permanencia ateh o termino do mandato, lamentavelmente.
    Em outras palavras, estamos fu***** por 4 longos anos...

    ResponderExcluir
  5. A prestação de contas final será em 2018, quando Lula novamente vencer a eleição para Presidente !!
    Queiram ou não os recalcados !!
    Cury

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pouco provavel ocorrência do impeachment seria mais um tiro no pé da oposição: Se por um acaso acontecesse depois de dois anos de mandato teríamos Temer com presidente. Se supostamente ocorresse antes de dois anos de mandato anteciparia a eleição de Lula. What do you prefer?

      Excluir
  6. Mauro Pires de Amorim.
    Bem, não acredito em golpe militar, pois estrategicamente seria uma esparrela que só a tropa do Recruta Zero cairia. Seria suprimir direitos constitucionais, portanto revogar pela força a Constituição. Com isso, as garantias para pessoas físicas e jurídicas ficariam incertas e diante de um quadro desses, os investimentos nos bancos e bolsas cairiam e fugiriam do país. Em situação de normalidade Constitucional, muitos já armam para derrubar o país, sendo isso uma forma de guerra, a guerra econômica e de classificação e avaliação de risco de mercados e investimentos. Imagine com direitos básicos constitucionais suprimidos. É um prato cheio para isso, de modo a desvalorizar o país e com isso seus títulos e moeda, fazendo as dívidas oriundas de contratos em moeda estrangeira explodirem e caso isso aconteça, grandes poderes do capital mundial poderão comprar o Brasil a preço de banana podre. Então se algum membro da tropa do Recruta Zero aventou essa hipótese ou trama algo assim, que reveja habilmente e inteligentemente sua posição, pois será um ato típico de um Jerry Lewis de quartel. Será uma rendição sem luta, sem disparo de tiro, nua, de rabo para cima, oferecido a quem pagar e comprar.
    Pode ser que ocorra um Impeachment, já houve caso precedente, é algo previsto Constitucionalmente, mas enfim, não tenho bola de cristal, muito menos sou médium paranormal. Se fosse não estaria aqui escrevendo, usaria meus poderes psíquicos para ganhar a Mega-Sena acumulada e sozinho. Diversas vezes, digo de passagem. Apenas expresso minha opinião e avalio hipóteses.
    Mas enfim, o direito de defesa deve ser respeitado, assim como o ônus das provas acusatórias deve ser calcada em provas lícitas e assim apresentadas. Tudo nas regras constitucionais e processuais previstas da mesma forma que ocorre com qualquer cidadão ou cidadã processado(a). Mas garanto que mesmo com a operacionalidade constitucional de um Impeachment, haverá especulação e queda dos mercados de valores, receio e fuga de investimentos. As regras da Guerra Econômica não tem ideologia política partidária. É mata-mata, tudo para obter lucro e se dar bem e para isso alguém tem que perder. Seja um país, povo, patrimônio público ou sociedade. É tão selvagem e devastadora quanto as mais violentas e sangrentas batalhas da história das guerras militares. Aliás, todas as guerras militares iniciaram-se por conflitos de interesses políticos-econômicos, algumas com tempero ideológico, é verdade, mas o verdadeiro sustentáculo de toda ideologia séria consiste na solidez e seriedade político-econômica, pois não há ideologia que se sustente de sonho.
    Portanto, as ideologias calcadas e cientificismo político-econômico de coerência histórica acordada com a realidade de determinada sociedade naquele determinado momento da história dessa, são melhores de serem levadas a sério do que ideologias políticas baseadas em sonhos angelicais etéreos impalpáveis. E mencionando socialistas, para quem se interessa, essa é a diferença entre os científicos e os utópicos e até oportunistas que gostam de etereamente se passarem por anjos, mas que na verdade possuem a ganância de poder de um diabo usurpador.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  7. Mauro Pires de Amorim
    Apenas complementando meu comentário anterior acerca da mentalidade dos mercados de capitais e valores, bolsas.
    Se em condições constitucionalmente normais e previsíveis, tais como uma corriqueira eleição, já há especulação, a bolsa cessa lucros ou caí, dependendo se é situação ou oposição que vença, as moedas estrangeiras sofrem oscilação para maior valor.
    Com um Impeachment, embora constitucionalmente previsível, mas mais rarefeito, a tendência será maior nesses sentidos.
    Com um golpe militar, algo constitucionalmente não previsível, motivará a alegação fundada de insegurança jurídica e patrimonial para pessoas físicas e jurídicas e baseado nisso, justificará a fuga de capitais, a classificação de risco elevado em termos de investimentos e garantias para pessoas físicas e jurídicas, a consequente desvalorização do país, moeda e títulos em relação aos demais conceitos estrangeiros e moeda.
    Então já viu. Quem tiver contratos e dívidas em moeda estrangeira, precisará de muitos mais valores brasileiros ou moedas e títulos para tal câmbio.
    Da mais simples dívida em moeda estrangeira do cartão de crédito da pessoa física e valores astronômicos de uma pessoa jurídica. E voltaremos novamente ao esquema econômico dos anos 70, 80 e meados dos anos 90. Quem viveu de alguma forma essa época, deve lembrar bem e gostar somente quem possuía ganhos em moeda estrangeira. Mas para a maioria do país, pessoas físicas e jurídicas, não foi nada bom, péssimo, diria.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  8. Marcelo, que contas foram prestadas??!!?? Esse balanço risivel apresentado pela Petrobras??!!?? Quero saber da devolução dos valores, do julgamento dos envolvidos, inclusive dos políticos ainda não nomeados, seja de que partido for! Por ora, não vejo argumento para impeachment e nem creio que seria uma saída boa para o Brasil. Não quero que sejam postas pessoas mais corruptas no poder. Também não quero pessoas menos corruptas no poder. Quero pessoas que não sejam corruptas.
    Não votei na Dilma, perco cada vez mais o pouco apreço que tenho pelo PT. Não há recalque, não há ressentimento. Torco muito para que tudo se resolva bem para o país. Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também quero pessoas que não sejam corruptas, Ana.

      Excluir
  9. Que parte as pessoas não entendem quando afirmamos que o que se quer é que se puna TODOS os corruptos e não só os do PT. O impeachment, por sua vez, nem se discute, como já foi dito antes é coisa de miss que não sabe perder.

    ResponderExcluir
  10. Impugnacao a parte, quanto tempo vai passar antes que a ficha, dos que apoiam esse partido, caia? Quanto mais vai ser necessario essa corja locupledar via nosso dinheiro antes que os cegos passem a ver?

    ResponderExcluir
  11. O salário mínimo acaba de atingir seu maior valor de compra em 50 anos, o desemprego em 2014 em torno de 6%, maior proporção de estudantes de nível superior, inflacao em um digito, entre outras coisas. Qualquer pessoa de bom senso, desde que tenha preocupações verdadeiramente sociais, não trocará essas conquistas por uma aventureira qualquer ou por uma volta ao passado onde uma empregada doméstica preferia receber em cestas básicas do que ver seu mínimo salário corroído pela inflação.

    ResponderExcluir
  12. Ao contrário do que muitos pensam, eu acho que agora o Brasil ta no rumo certo.
    O ministério publico e a Policia Federal tem liberdade para investigar e prender preventivamente
    corruptores endinheirados, esses sim perigosos.

    ResponderExcluir