Translate

sábado, 29 de novembro de 2014

Desequilíbrio ecológico

Trazido por um imbecil para um habitat que não é o seu, o mico ronda o ninho do bem-te-vi. Quer comer todos os ovos.

O bem-te-vi espanta o mico, que foge pelos fios de alta tensão. O pássaro dá rasantes, fustigando o pequeno primata com seu bico de rapina. Defender os seus é seu único instinto.

Embaixo de um carro, o gato espreita a luta lá no alto. Seria capaz de almoçar aquele macaco e jantar o passarinho, honrando assim seu parentesco com os grandes felinos caçadores.

Pela janela da casa luxuosa, um adolescente fascista não tira os olhos do gato. Seu fetiche é torturar o bichano e colocar o vídeo na internet. Legal!

Sentado na esquina,  o menino sem futuro mira o relógio do adolescente fascista. Se conseguir roubá-lo, venderá por cinco reais para comprar uma pedra de crack.

De dentro da viatura, o policial vigia o futuro assaltante-sem-futuro. Se tiver chance, vai jogá-lo do alto do morro do Corcovado.

Morro onde os micos alienígenas, trazidos de longe por um imbecil, se proliferam.



2 comentários:

  1. Mauro Pires de Amorim.
    Pois é, há tempos concordo com você de que a humanidade não está em processo de evolução, mas de involução. Toda a revolução tecnológica das anunciadas maravilhas modernas servem somente para encobrir a ganância tecnológica dos diversos negócios envolvidos. então você para estar na modernidade, ser um "in", tem que ter desktop ou computador de mesa, laptop ou computador portátil,computador de colo, tablet, que é uma espécie de celular grande, desses modelos de celulares mais modernos, que filmam, tiram fotos, conectam-se a internet e também fazem ligações telefônicas, só que num aparelho de maior tamanho, com tela maior que facilite a visualização e também, o celular, que, os mais modernos, são um tablet em miniatura, facilitando a questão do transporte e espaço, mas te dificultando, forçando mais a vista.
    E igualmente claro, você tem que estar em várias redes sociais, de modo que os outros, sejam seus conhecidos do mundo físico e mais real ou não, possam te encontrar. Caso contrário, segundo a avaliação e mentalidade dessa turma que se auto intitula como sendo reis do mundo virtual, possam te encontrar e dentro da visão arrogante e metida a besta deles, possam de acordo com o bel prazer de suas majestades, até mesmo fuçarem sua vida e te avaliarem de acordo com seus igualmente arrogantes títulos de maestrias institucionais tecnológicas. Tudo isso para te iludir, se sentindo um incluso e claro, desprender tempo e dinheiro com essas maravilhas e igualmente óbvio, fazer girar a máquina econômica desse mercado. Mesmo que você corra o risco de ter mais propensão a problemas de vista, exposição a diversas radiações dessas máquinas, tenha sua vida pessoal e seus dados, trocados e negociados feito uma mercadoria por essas empresas e pessoas físicas sem seu conhecimento e autorização, pois, nos tratam com seres que eles consideram pessoas inferiores, tal qual os mercadores e proprietários tratavam seus escravos, pois até mesmo se você se revoltar contra essa turma, eles te açoitam no mundo mais real que conhecemos corriqueiramente de duas formas.
    Procuram de prejudicar em sus relações com instituições e pessoas, sejam físicas ou jurídicas no mundo mais físico e real que conhecemos mais corriqueiramente, emitindo pareceres e dúvidas levianas ao seu respeito e repassando essas informações. Tudo pelas suas costas, claro. Tal qual uma tramoia silenciosa, uma fofocada leviana feita com o uso da tecnologia.
    Caso você continue resistindo e não sirva aos padrões desejados por essa gente. Eles dão um jeito de instalar em seus aparelhos, arquivos que podem servir para fazer suas máquinas apresentarem defeitos, mal funcionamento, algo similar a contaminação por malweare, vírus, spyweare, mas que seu antivírus não detecta, pois você autorizou a instalação daqueles recursos e tais arquivos atuam e atacam partes cruciais do sistema de seus aparelhos, agindo portanto como espiões eletrônicos ao seu respeito, mas que podem ser acionados como assassinos de seus aparelhos, para te obrigar a desprender tempo e dinheiro com o reparo e conserto, ou até adquirir um aparelho novo.
    Onde essa mentalidade dessa gente vai levar?
    Sinceramente, a boa coisa não vai ser, pois a verdade é que a internet já foi boa e atualmente virou território desse conflito, negociação e sabotagem sem escrúpulos movida pela psicótica ganância megalômana. Mas a verdade do velho mundo da vida mais real é mais sábia, pois por mais que essa turma não admita, o dia continua tendo 24 horas e enquanto eles vivem nesse ciclo vicioso de tendências e opiniões adictas. Dessa realidade não se tem como fugir, por mais que eles(as) inventem outras sandices e dentro das 24 horas, a grande diferença consiste no que fazemos e deixamos de fazer. Por isso que eu e minha família estamos cada vez mais desligados e nos desligando do mundo virtual e seus aparelhos. Tudo isso estimulados pelas atitudes e posturas dessa gente. Mas enfim, o dia tem igualmente 24 horas para todos(as).
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  2. Minha rua tem acesso aos fundos do Palácio Guanabara onde vivem muitos animais silvestres, entre eles o nocivo sagui, o qual tenho repulsa.
    Por causar danos aos outros animais, o Ibama deveria fazer algo para evitar a procriação desses predadores.
    A sociedade protetora dos animais não vê que o maior inimigo de muitas espécies é também um animal, e se não agirem logo, os animais que são vítimas desses micos, acabarão em extinção em pouco tempo.
    Já pedi a muitos moradores para não colocarem bananas para eles, pois são "assassinos" !
    Cury

    ResponderExcluir