Translate

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Grandes encontros da História XLII

7 comentários:

  1. Até hoje me emociono quando ouço essa linda música, ainda mais junto com esse vídeo.
    Ver padres e freiras caminhando junto com o povo não tem preço.

    Cury

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente e oportuna escolha. Parabéns.É das letras e melodias mais instigantes e emblemáticas de que tenho notícia, do cancioneiro mundial, na minha modesta avaliação.Faço minhas as palavras do Cury e mais não digito para não usar de muita emoção.
      Marcos Lúcio

      Excluir
  2. Fico impressionada com as suas fotografias da Urca. Quem conhece bem o bairro pode entender meu sentimento. Amooooo a Urca. Morei nesta belezura, por longos anos. Será o meu endereço para sempre, decidi isso faz tempo. Mas que fotografia é esta de hoje Rio Acima? Uma pintura! Fiquei com vontade até chorar agora que vi. O ângulo da praia (de quem está de madrugada na mureta bebendo no Belmonte) é um arraso! As canoas havaianas, aquela pedra curiosa da esquerda...ali quase do lado da banca de revista, que tb é ponto de ônibus... Os barquinhos, as cores do céu, o espelho no mar, as luzes da cidade, as duas faixas da areia... sempre corto caminho pela faixa dura, até pq dói o coração passar pela tupi e ver só um lado do prédio "recuperado", sempre pensei em pichar o lado abandonado, algo do tipo esqueceram daqui! Aliás o antigo movimento "fora IED" deu certo! Pois bem, já viajei demais! A foto ficou linda, uma pintura! Parabéns! Aloha!
    Andrea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você conhece mesmo o bairro, Andrea. Devemos ter nos esbarrado por lá. Abraço

      Excluir
    2. Ah, e parece que o IED foi aprovado...

      Excluir
  3. Você é o próprio MIS, bom de Imagem e Som, sem mencionar a letra. Uau! Jornalista completo. A propósito, gostaria de informar que não frequento "redes sociais", por esta razão, declinei o convite feito há algum tempo. Em compensacão, sou mais fiel que cachorro empalhado "porraqui". Abracão da leitora, Vólia Nielsen

    ResponderExcluir