Translate

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O dia em que a Terra parou

Um cenário de arrepiar. Parece filme-catástrofe, ainda mais para alguém que nasceu "num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza".


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Sem furacão, sem terremoto, sem maremoto, sem nevasca mas...


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

...com a força do vento, do mar e das areias aliada à dissimulação enganosa do tempo.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Essa é a Praia de Atafona, em São João da Barra, a 324 quilômetros do Rio, perto da foz do grande Rio Paraíba.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Dez ruas já foram devoradas pelo mar, que avança sobre a cidade sem dó. Nos últimos 50 anos, foram 400 metros do oceano terra a dentro.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Dizem que Deus perdoa sempre, o homem, às vezes e a natureza, nunca.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Amendoeiras enormes soterradas até o pescoço...


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Os moradores da orla abandonaram suas casas, que viraram ruínas. Só alguns sem-teto se abrigam por ali.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

Derrotado pela força maior, o bicho homem se foi.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

O clube que bombava no verão hoje é morada para uma ninhada de vira-latas.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio

E os tratores da prefeitura nada podem fazer a não ser deixar seu rastro de impotência.


Praia de Atafona (RJ)/Foto: Marcelo Migliaccio



11 comentários:

  1. Essa eh uma situacao totalmente previsivel e so uma questao de tempo para acontecer. Periodicamente (milhares de anos) ocorrem as regressoes e trangressoes marinhas e o nivel do mar sobe e desce. Recomenda-se que as construcoes sejam realizadas a pelo menos 200 m do nivel mais alto do mar, simples assim. Lembro-me que quando ainda vivia no Rio, alguns vereadores foram acusados de receber proprina para permitir construcoes irregulares na zona de arrebentacao, agora eh so uma questao do tempo...Quem conhece o Rio ja viu cactos no Pao de acucar...isso ajuda a perceber que o mar ja esteve mais distante dali.

    ResponderExcluir
  2. Como entre a caça e o caçador, quem vence é a eterna natureza...nada como reproduzir ou relembrar_ à guisa de modesta contribuição_ de algumas geniais sacadas de pensadores de boa reputação, né?

    A natureza não faz nada em vão.
    Aristóteles

    É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve.
    Victor Hugo


    Quando agredida, a natureza não se defende. Apenas se vinga.
    ( Albert Einstein )

    O mundo tornou-se perigoso, porque os homens aprenderam a dominar a natureza antes de se dominarem a si mesmos.
    Albert Schweitzer

    A natureza nunca nos engana; somos sempre nós que nos enganamos.
    Jean Jacques Rousseau


    O que é o homem na natureza? Um nada em relação ao infinito, um tudo em relação ao nada, um ponto a meio entre nada e tudo.
    Blaise Pascal




    Nunca a natureza é tão aviltada como quando a ignorância supersticiosa tem a arma do poder.
    Voltaire

    A sabedoria da natureza é tal que não produz nada de supérfluo ou inútil.
    Nicolau Copérnico


    Só se pode vencer a natureza obedecendo-lhe.
    Francis Bacon
    Boa semana!
    Abraço
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
  3. Copacabana tambem está fadada a desaparecer. Quem viver verá! Ali a mão do homem desafiou a natureza empurrando o mar. Cada verão ele se revolta querendo de volta o espaço roubado. O mar como um louco se enche de fúria e promete revanche. Um dia ele vencerá, porque a natureza não perdoa nunca! Yves Rangel.


    ResponderExcluir
  4. "Quem briga com a natureza
    Envenena a própria mesa
    Contra a força de Deus não existe defesa "

    Trecho da música O ano passado cantada por Roberto Carlos.

    Cury

    ResponderExcluir
  5. O cenário é um tanto apocalíptico, mas a inscrição refere a outro livro, o do Êxodo. A citação é apropriada e chama atenção para a desatenção do homem se não aos mandamentos de Deus, os consagrados nas escrituras, aos da natureza.

    "(...) O que distinque o homem é a mão, o instrumento com que ele perpetra toda sua maldade."

    ResponderExcluir
  6. Acho que existe um documentário sobre esse fato na cidade, se não me engano chama "Lembra-te do dia de sábado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentar achar, porque me deu vontade de fazer um sobre o tema.

      Excluir
    2. caso nao tenha achado

      http://www.youtube.com/watch?v=OmsshokHLbY

      Excluir
  7. Boa ideia essa do documentario Marcelo. Mas nao deixe de incluir a opiniao de especialistas (oceanografos, por exemplo), pois existem explicacoes cientificas para o problema.

    ResponderExcluir
  8. Sou do Estado de São Paulo, nascido e radicado na cidade de SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Mas fazem exatamente 17 anos que estou sempre presente nesta região (Grussaí; São João da Barra) e posso confessar que nunca vi algo parecido. E aprendi que tudo que pertence a natureza e é tirada um dia ela com certeza retoma, acredito por mais que o homem tente fazer para impedi-la de avançar de nada vai adiantar, pois o mais cruel de todos os bichos o homem é o pior, de nada adianta os fatos ocorridos nos ultimos tempos (TEREZOPOLIS;ILHA GRANDE;ETC...)ele continua agradindo a natureza, avançando com sua desvairada cobiça e ganância.
    Quero Parabenizar MARCELO Migliaccio pela postagem.

    Carlos Fleishmann
    Pós-Graduado em Gestão Ambiental

    ResponderExcluir
  9. Este cenário faz lembrar o fenômeno "Dust Bowl",que assolou os EUA justamente durante a Grande Depressão da década de '30. Cidades inteiras do meio-oeste ficaram literalmente soterradas pela areia.

    ResponderExcluir