Translate

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Israel é aqui

Acho que na prática a intenção do governo golpista e da organização midiática que o sustenta é implantar no Rio o modelo israelense. Farão um cerco armado em torno da Zona Sul e espalharão tropas e tanques pelas principais vias e alguns bairros do subúrbio. Ao mesmo tempo impedirão, isso mesmo, impedirão pobres de saírem de suas comunidades a menos que provem que estão indo trabalhar, limpar os banheiros da elite, servir-lhe chope, etc. Montarão guaritas e postos de identificação. Invadirão casas em busca de armas e drogas. É isso que os âncoras da emissora líder vêm pedindo há tempos: segurança armada e não inclusão e igualdade de oportunidades. Em vez de educar e dar condições de vida dignas ao seu povo, o país resolveu matá-lo.

Essa massa de jovens excluídos ficará confinada nas favelas. Pode ser que se politizem e parem de matar a classe média. É quase certo que células revoltosas surjam como ocorre na Palestina.
Podemos esperar também, se a intervenção militar perdurar, homens-bomba em nossas ilhas de tranquilidade.

Não chore, eu só acho que vai acontecer isso. Porque não se varre a exclusão para debaixo de um tanque de guerra. Uma hora ela acaba aparecendo de novo.

Foto: Marcelo Migliaccio

3 comentários:

  1. Muito boa a sua ponderação em relacao a intervencao militar. Torco para que voce esteja errado, mas é por ai mesmo. o Rio tem 50 mil policiais e certamente outros tantos atiradores de elite e gente mais preparada para guerrilhas urbanas que o exército. Esse é mais um golpe do Temer para desviar a atenção e receber royalts políticos. Acredito que hoje com a quantidade de informacao que circula instantaneamente sera mas dificil "sumir" com os rebeldes, mas como tudo o que eu não acreditava (imptima, golpe, intervenção militar) já aconteceu temo que você esteja certo.

    ResponderExcluir
  2. Discordo em parte, pois a situação estava fora de controle, e a nossa polícia faz Mea culpa pelo crescente aumento da violência urbana e eu não via outra solução urgente para acabar com isso tudo sem a participação das forças armadas na rua novamente.

    Mas a culpa maior disso tudo é do JK que tirou a capital do Brasil daqui e levou para Brasilia.
    O Rio perdeu muita coisa boa com essa transferência.

    ResponderExcluir
  3. modelo Israelense: olha será coincidência, que a família Marinho é Judeu? assim como Silvio Santos, Edir Macedo,Adolfo Bloch, a família Civita, família frias... e toda a grande imprensa. Sem falar nas grande s fortunas desse País. Olha faz muito sentido isso que você fala, o sionismo avança em nossas terras. OBS: HOJE EXISTE UMA GRANDE TEORIA, EM QUE OS VERDADEIROS HEBREUS SÃO OS NEGROS QUE VIERAM NOS NAVIOS NEGREIROS.

    ResponderExcluir