Translate

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Duas histórias do capitão do tri

Quando era treinador, Carlos Alberto Torres foi questionado por um repórter sobre as críticas que o também ex-jogador Dé lhe havia feito (não me lembro quais e nem importa).

Irônico, o capitão do tri respondeu.

- Rapaz, você sabe que na semana passada eu estive num evento da FIFA em Zurique que reuniu todos os capitães das seleções que conquistaram Copas do Mundo. Estavam lá o Beckenbauer, o Bobby Moore, o Maradona... mas todo mundo só falava no Dé.



*** 


Outra história boa com o capitão do tri me foi contada por um jornalista. Carlos Alberto Torres treinava o Fluminense e o tal repórter era quem cobria o clube para o Jornal do Brasil. O Flu andava numa fase péssima, não ganhava de ninguém e toda a imprensa dava como certa a demissão do "capita" no caso de nova derrota.

O jogo seguinte foi contra um time pequeno e, a duras penas, o Flu venceu no com um gol no finalzinho. Ao avistar o repórter no vestiário, Carlos Alberto partiu pra cima dele. Também chegado a um samba, o jornalista começou a gingar enquanto esperava a providencial intervenção da turma do deixa disso.


Felizmente, em meio a gritos gerais de "calma, capita!", o treinador irado foi contido.

Depois, com ambos mostrando que não guardavam rancor, ficaram em paz novamente.







2 comentários:

  1. PASSANDO POR AQUI. ASSISTI A VITORIA DO TRI NUMA TV DO INTERIOR DO PARANÁ, ELA FICAVA NA PRAÇA. EU TINHA 11 ANOS, HA 46 ANOS NO TUNEL DO TEMPO. NOVENTA MILHÕES EM AÇÃO, PRÁ FRENTE BRASIL, SALVE A SELEÇÃO.
    SÉRGIO.

    ResponderExcluir
  2. Os ídolos habitam os corações de seus fãs, mesmo após a sua morte, assim será com nosso inesquecível Capita.
    Cury

    ResponderExcluir