Translate

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Mais um capítulo do fim do futebol

Mais um clube tradicional sucumbe à divisão do futebol brasileiro em castas implantada pela televisão com apoio da cartolagem subserviente. Agora é a Portuguesa, que mergulha no limbo da série D, de onde é quase impossível sair.


O time campeão paulista de 1973



Como América, Guarani, Bangu e tantos outros pelo Norte e Nordeste, a Lusa foi assassinada pela detentora dos direitos de transmissão dos jogos, que implantou no futebol a mesma filosofia que parece apoiar para o país: mais dinheiro para quem já tem e os outros que se danem.

Seria muito mais racional tirar um pouco do que cada grande clube da série A recebe anualmente (o Flamengo leva R$ 180 milhões em 2016) e ajudar clubes de tradição que hoje apenas alugam seus uniformes para empresários de jogadores interessados em exibir seus contratados.

Garanto que se o presidente do Corinthians for inteligente não se importará em receber R$ 5 milhões a menor por ano se esse dinheiro servir para manter viva a Portuguesa de Desportos. Seriam mais dois clássicos garantidos todos os anos. O futebol só sobrevive como paixão se houver competitividade. Ninguém vai para o estádio se tiver certeza de que seu time vencerá o jogo. O futebol vive de camisas fortes, muitas camisas fortes e não apenas uma casta de 20 clubes milionários.

E o Flamengo, não aceitaria receber R$ 175 milhões para garantir a sobrevivência do America, com quem já disputou clássicos memoráveis e que hoje nem na série D está? Com R$ 5 milhões anuais o clube sete vezes campeão do Rio faria a manutenção de sua estrutura para continuar formando jogadores nas divisões de base. Seria muito mais lógico se a lógica do futebol não tivesse passado a ser a do mercado consumidor. Só os clubes de massa interessam.

Vão argumentar que o Santa Cruz saiu da série D e chegou agora na série A. Pois ele já é o penúltimo colocado e deve cair para a segunda divisão. Subiu porque sempre sobem quatro, o problema é que esses quatro, ou três deles caem já no ano seguinte. Poucos se mantêm na primeirona por mais de dois anos.

Nessas horas, dá saudade do ex-presidente do Fluminense Francisco Horta, que sempre reforçava os rivais em nome dos grandes espetáculos.

Foto: Marcelo Migliaccio


Assista ao documentário Paixão Rubra, sobre a decadência de outro grande do futebol brasileiro.

E veja também O Outro Lado da Bola, que mostra a realidade longe  do glamour dos grandes craques e dos milhões da televisão.

6 comentários:

  1. Cresci escutando que não se deve discutir política, religião e futebol, agora que já sou grande, pude perceber que há um grande interesse de quem tem grana em dominar os três assuntos sem a participação do povo, assim fica mais fácil a manipulação e o ganho de muito dinheiro.
    Cury

    ResponderExcluir
  2. Faltou apenas ressaltar que a virada de mesa do Fluminense contribuiu enormemente para a decadência da Portuguesa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Ñ teve virada de mesa a lusa se vendeu para o flalixo que no dia anterior tinha escalado andré santos irregular.Simples assim E ALÉM DO MAIS O JULGAMENTO DA LUSA FOI ANTES DO FLALIXO PARA CULPA CAIR NAS COSTAS DO FLUMINENSE.A LUSA SALVOU O FLALIXO.

      Excluir
  3. Virada de mesa do Fluminense?
    Foi apenas a aplicação do regulamento; o contrário é que seria virada de mesa (o desrespeito ao regulamento).
    Atrocidade estatística foi a Portuguesa ter escalado jogador sem condições de jogo menos de 24 horas depois do Flamengo ter feito o mesmo e este jogador só ter entrado após o Fluminense ter marcado o gol contra o Bahia, se livrando e deixando o Flamengo na zona do rebaixamento....

    ResponderExcluir
  4. Avaliação totalmente equivocada. O jogador do Flamengo já havia cumprido a punição e portanto teria condições de jogo. Reitero a virada de mesa e gostaria de uma explicação também sobre o fato de um time conseguir subir para a primeira divisão sem passar pela segunda. Além de ser virada foi reincidência...

    ResponderExcluir
  5. - Ele podia jogar o jogo contra o vitória,pois o julgamento dele foi na sexta onde foi condenado antes do jogo contra o cruzeiro.Equivocado é vossa senhoria ele foi suspenso na copa do brasil e ñ no brasileiro,Além do mais o próprio advogado do flalixo falou:Se ñ fosse o"ERRO" DA LUSA O FLALIXO ESTARIA REBAIXADO.

    ResponderExcluir