Translate

domingo, 15 de novembro de 2015

Era uma vez um rio

Mais do que todas essas mortes vãs, essa insanidade, choca o coração endurecido o assassinato do Rio Doce. Quando um rio morre, morremos todos.

Jue suis peixe do Rio Doce, vítima do estado lâmico.

Sempre soube que homens matam homens sem dó. Mas matar um rio inteiro assim, de uma vez... Isso é que é sinal de progresso.

E agora Vale, quanto vale o Rio Doce?



4 comentários:

  1. É triste, mas como ictiólogo preciso acrescentar que na verdade o Rio Doce recebeu agora apenas o golpe de misericórdia, pois já vinha morrendo há muito tempo. Este ano pela primeira vez o Rio não teve forças para chegar até o mar, e a principal culpada por isso se chamava Vale do Rio Doce e hoje mudou seu nome para "Vale" para não ve-lo associado a essa destruição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria ser assim: Fez merda, fica proibido mudar o nome. O PFL que o diga !!
      Cury

      Excluir
  2. Aplausos para: "Je suis peixe do Rio Doce, vítima do estado lâmico".Bingo!

    ResponderExcluir
  3. A quem interessar possa (particularmente àqueles que de fato se indignaram com a tragédia): Dilma agindo rápido para livrar a Samarco e a Vale de crime ambiental em Mariana-MG, a pretexto de liberação do FGTS das vítimas...http://legislacao.planalto.gov.br/.../DEC%208.572-2015

    ResponderExcluir