Translate

domingo, 19 de janeiro de 2014

Do céu ao inferno

Vi um dos muitos pastores que dominam o rádio e a TV pedindo que 300 mil ovelhas de seu rebanho façam uma doação de R$ 70 "para a obra"e lembrei de uma piada que me contaram outro dia.

                                                              ***

O vendedor de cerveja da praia de Copacabana bateu as botas. Passou desta para a melhor, cantou pra  subir. abotoou o paletó, foi para o andar de cima, empacotou ou como quer que você queira conjugar o verbo morrer.

Aí, ele, um típico malandro carioca mas que nunca tinha cometido faltas graves em vida, chegou no céu. Depois de receber as honras da casa, feitas por São Pedro, foi recepcionado por Deus.

Mas ele surpreendeu as divindades:

_ Pai, se o Senhor não se importa, eu gostaria que me mandasse agora mesmo para o infenro.

_ Como, filho?

_ É, Pai, aqui é um lugar legal, o pessoal é tudo gente boa, mas eu não vou vender nada. Sabe como é, eu preciso defender o meu e aqui, pelo jeito, ninguém vai comprar minha cerveja.

Sempre generoso, Deus, meio sem entender, estalou os dedos e o vendedor foi direto para o reino do Capeta. Desceu o elevador esotérico numa velocidade estúpida e já desembarcou esfregando as mãos no meio daquela algazarra.

_ Que zona! Só tem maluco aqui, vou vender cerveja a rodo!

Mas, que nada: ao fim de uma semana, nem uma mísera latinha vendida. Como é carioca e não se faz de rogado na hora de reclamar, o vendedor foi direto ao Coisa Ruim pedir explicações.

_ Mister Lúcifer, pensei que o pessoal aqui fosse comprar cerveja direto mas parece que ninguém bebe.

_ Ô rapaz _ disse o Diabo com um sorriso sádico _ você queria o quê? Pra cá só vem crente!



8 comentários:

  1. Eu vi essa pessoa da foto passando em Botafogo na sexta-feira.

    Sobre igrejas, Rubens Alves sintetizou muito bem:o assunto:
    As Igrejas estão cheias de almas (pessoas) que não pertencem a Deus e Deus tem muitas almas que nunca pertencerem as igrejas.

    Cury

    ResponderExcluir
  2. Esse pessoal é crente de que é gente...

    Torelly

    ResponderExcluir
  3. A ótima piada tem fundamento e não é um mero ou estúpido preconceito, se levarmos em consideração o que ouço ou leio a respeito destas "Igrejas"...ou seria: templo é dinheiro?...onde o nome do "coisa ruim" é falado e referido à exaustão. Como esta gente desesperada que frequenta estes cultos tem em mente uma quantidade absurda ou incontável de pensamentos a respeito do "sete peles" rs...atraindo-o...e a boca fala do que o coração está cheio...nada mais óbvio e justo, então, do que irem ao encontro do GRANDE SATÃ...após a desencarnação.
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
  4. Mauro Pires de Amorim.

    Sou ateu, mas se tratando da metáfora de "Céu e Inferno", pergunto: porque só os crentes?

    Deveriam de mandar todas as pessoas religiosas para lá. A humanidade estaria muito mais evoluída sem religião. Quantos crimes e atrocidades já não foram cometidos por conta de fanáticos tapados que querem ditar o mundo e as pessoas segundo seus preceitos étnicos-religiosos?

    E para piorar, etnia, religião e política misturadas descamba para uma cegueira atroz, afinal, como diz a banda de rock Black Sabbath na música "Heaven and Hell". "The world is full of Kings and Queens. Who blind your eyes, then steal your dreams. It's Heaven and Hell".

    A religião é só uma forma de expressão dos fanáticos, mas existem outras também fora do contexto de "Céu e Inferno", mas que usam o mesmo antagonismo para manipulação de massas, afinal o que é "bom" para uma pessoa ou grupo pode ser o "mal" para outra pessoa ou grupo e vice versa e quando isso ocorre, haverá inevitavelmente o embate e com isso posições cada vez mais radicais irão surgir de ambos os lados, todos ávidos em serem reconhecidos como heróis e heroínas que solucionaram o embate.

    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  5. Ateu falando em "boas energias"???
    Rsssssss q boas energias seriam essas?
    Quiçá alguma coisa "divina"?
    E cada um pode fazer seu proprio ceu ou inferno, independente de qualquer religiao...
    Radicalismo besta e infantil é querer nivelar tudo por baixo para tentar apresentar superioridade dialetica e paradigmas furados, quase sempre sinal duma mente imatura exposta a mais conhecimentos do q consegue concatenar, daí advem as psicopatias melindrosas e tendencias lunaticas...
    E o curioso é q a maioria desses tipos nunca conseguem se desvencilhar da neurotica negação daquilo q nao lhes foi perguntado, E quando atingem a maturidade, se tornam fanaticos religiosos ensandecidos. Será castigo Divino???
    Deus tenha piedade

    Torelly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauro Pires de Amorim.

      As boas energias e felicidades estão dentro de cada um de nós.

      Portanto, para quê precisar de ajuda externa, se na verdade a solução está no caráter e consciência de cada um?

      Mas tudo bem! Cada macaco no seu galho. Se você precisa de um empurrão dadivoso a cada dia, para aguenta-lo, esse é seu barato. Isso não me incomoda, mas com certeza, pobre é aquele que precisa de um herói, porque não tem coragem de se olhar como é diante do espelho e muito menos de coragem para se aprimorar sem um cutucão místico.

      Excluir
    2. Não é ajuda externa, é o simples entendimento de q fazemos parte de um todo...
      " E tendo emanado este universo de mim mesmo sigo existindo"

      Excluir
  6. Mauro Pires de Amorim.

    Que somos parte do sistema, isso não tenho a menos dúvida, chegando a ser ululante.

    Mas sem querer ser redundante, repito. Nem sempre o que é "bom" para uma pessoa ou grupo, será "bom" para outra pessoa ou grupo. O mesmo em relação ao "mal".

    Portanto, o fato de sermos parte do sistema, não necessariamente significa que tenhamos que concordar ou sermos macacos de imitação uns dos outros.

    Assim, entendo que cada um que fique com seu cada um. Com sua turma ou patota. Isso não nos impede de continuarmos sendo parte do sistema.

    ResponderExcluir