Translate

segunda-feira, 24 de junho de 2013

O conto do bilhete único

A coluna Informe do Dia mostra hoje o quanto nos custa a boa vontade do governador do Rio com os empresários de ônibus. A turma que acampou na rua dele certamente gostaria de questioná-lo sobre se é função do estado garantir os lucros da chamada "iniciativa privada" com o dinheiro dos nossos impostos? Não seria melhor que esses R$ 336 milhões que foram para as empresas em 2012 fossem aplicados nos hospitais e escolas do estado?

Foto: Marcelo Migliaccio
Manifestantes acampados perto da casa do governador do Rio, Sérgio Cabral

Informe do Dia: Lucro e despesas


FERNANDO MOLICA
Rio - O Bilhete Único Intermunicipal tem sido muito bom para os empresários do setor. Ao atrair mais passageiros, o sistema aumentou os lucros de concessionários de transporte público e, também, as despesas do estado.
Segundo a Fetranspor, desde 2010, quando o Bilhete Único foi implantado, o crescimento no número de passageiros tem sido de 4,4% ao ano. Cabe ao governo subsidiar integralmente a diferença entre o BU e o valor total das passagens utilizadas por cada pessoa. Ou seja, o sucesso do sistema acaba pesando nos cofres públicos.
Sem compensação
A lei que criou o BU não estabeleceu um mecanismo que mantivesse os lucros dos empresários no patamar anterior à instituição do sistema. Isso impediria o aumento das despesas do estado que, em 2012, gastou cerca de R$ 336 milhões com o subsídio.

13 comentários:

  1. Eu parto do seguinte princípio:
    Se é bom para as empresas de ônibus, não deve ser bom para os usuários.
    O mesmo se aplica aos bancos, que investem em propaganda para convencer os clientes a adotarem o débito em conta, aceitar tal cartão, só usar o auto atendimento e não irem para os caixas.
    Se é muito bom para os empresários e banqueiros, não é bom para os usuários e clientes

    Cury.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauro Pires de Amorim.
      Concordo contigo e numa sociedade madura, os governos entendem e pactuam que o emprego da tecnologia no lugar do emprego do ser humano só deva se dar quando o ser humano possa ser elevado ou alocado em outros cargos e funções.
      Portanto "modernizar" indiscriminadamente somente como um elemento marqueteiro para vender uma falsa eficiência e eficácia em detrimento de postos de trabalho para seres humanos retrata na verdade a mentalidade desumana da modernidade neoliberal.
      Mas os altos escalões dos governos e empresas não estão nem aí para isso. Projetos de governo e projetos e metas não são feitos por equipes de cientistas e dentre os membros dessas equipes, cientistas sociais, mas sim são feitos por publicitários e marqueteiros que só pensam nos lucros e na engorda de sua cornucópia da abundância. Abundância é dinheiro no bolso ou no banco e empresários preferem os publicitários e marqueteiros aos cientistas sérios, pois pensam da mesma forma que eles.Mas e quanto ao Estado? Perguntarão alguns. Políticos em sua grande maioria também só pensam em usar a política para enriquecer. A verdade é que o brasil sempre foi um grande balcão de negócios onde quem já tem só pensa em ter mais e quem não tem, só tem se entrar nesse esquema.
      A oportunidade, a capacidade e a competência é medida por aquilo que a pessoa tem no bolso, no banco e não dentro da cabeça.
      Por esse motivo a Dilma falou ontem em uma reforma sem precedente na história do Brasil. Resta saber se os governos predecessores levarão essa reforma adiante na história brasileira ou se assim como outras boas intenções ficará restrita a esse governo e posteriormente esquecida, engavetada para tudo voltar a ser como era antes. Assim como uma andorinha não faz primavera ou verão, um governo só, não faz história sozinho.
      Felicidades e boas energias.

      Excluir
  2. Desse governo do Estado do Rio, nao ha muito o que se esperar. Entretanto achei massa a lembranca do "Celacanto provoca maremoto" que sempre comento nas minhas aulas de ictiologia, sobre a famosa pichacao baseada em um episodio do National kid, mas que infelizmente faltam refereciencias para meus alunos de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, os mais novos nem conhecem o Jaspion, quanto mais o National Kid, Alexandre...

      Excluir
  3. O povo foi pra rua protestar contra o aumento da passagem de ônibus, mas o bilhete do metrô aumentou para R$ 3,20 desde 21/06 aqui no Rio, conforme aviso fixado nas estações. Será que o usuário do Metrô está satisfeito com esse transporte, principalmente os que utilizam a linha 2, superlotados, cuja as portas são fechadas "na marra" pelos seguranças?

    Outra notícia, também veículada no jornal citado, é sobre quanto e quem vai pagar a conta da gratuidade de trens e metrô para quem vai assistir os jogos da copa das confederações.

    Pelo visto, nosso governador, que não utiliza o transporte público, mas a cortesia de seus protegiddos, esta bem atento as necessidades deste setor, principalmente no que refere a manutenção do lucro.

    ResponderExcluir
  4. É Marcelo....o teu PT já era....kkkkk , fui a passeata ontem em Copacabana e o que mais vi eram cartazes contra Lula , Dilma e o PT , o mais engraçado era um onde se lia " LULADRÃO CHEFE DO MENSALÃO " tinha um muito bom sendo projetado no posto 9 " Nem direita nem esquerda , o Brasil vai prá frente " mas vendo a roubalheira que a esquerda ( que por sinal votei ) fez nestes 10 anos, a direita agora em termos de corrupção é fichinha...

    Marcos - Jacarepaguá
    P.S. Cadê a esquerda caviar hein ? Chico Buarque e Cia.... até agora não deram um pio...kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem feito: Quem mandou ir a passeata com meia duzia de playboys da zona Sul. Queria encontrar o que? As Senhoras largando o cha das cinco para apoiar as conquistas sociais dos ultimos anos?

      Excluir
  5. Vá me desculpar mas os caras são completamente doidos varridos: aprovaram (Câmara se não me engano) projeto pra que igrejas possam propor ação de inconstitucionalidade no STF. PISDC - partido dos incendiários que se dizem crentes. E a Folha ainda sugere que Dilma estaria jogando responsa no colo do Congresso? Seria porque talvez, 117% da demanda popular realmente é sobre inércia/lentidão do Legislativo? Aí, umas dondocas e outras, tão vendo que vão ter que trabalhar pra fazer a Reforma Política, finalmenete, no intuito urgente de evitar uma guerra civil (só assim mesmo) já estão reclamando, já que é bem mais divertido perder imenso tempo, gastando dinheiro público, atravancar toda uma pauta de décadas, sim, certo, Dilma, décadas, batendo boca com o brincante Feliciano. Plantar batata. Brincar de fazer oposiçãozinha numa hora dessa, não brincaram de War quando eram crianças, não? Drum

    ResponderExcluir
  6. Mauro Pires de Amorim.
    Acabei de voltar do Leblon, onde fui conferir o acampamento na porta da residência do governador Sérgio Cabral.
    O pessoal está firme e forte, apesar da estratégia para lidar com marginais sequestradores, amotinados e terroristas que está sendo usada contra eles. Vence-os pelo cansaço, com o objetivo de que levantem acampamento.
    Conversando com o pessoal, descobri que uma de suas reivindicações era que os banheiros e chuveiros do posto de salva-vidas quase em frente pudesse ser usado gratuitamente por eles e que ficasse aberto 24 hs. O governo do estado não permitiu e eles descobriram com isso de que no Brasil, ninguém dá nada de graça para ninguém. Tudo é pago, seja pela via tributária, seja comprando mesmo.
    Portanto, quem tem dinheiro para comprar, tem, ainda que seja para comprar serviços essenciais inerentes à cidadania, já que o Estado brasileiro presta e disponibiliza mau e porcamente tais serviços.
    Quem não tem dinheiro para comprar, fica com o mau e porcamente disponibilizado pelo Estado da pátria amada mãe gentil ou então fica sem.
    Fora essas reivindicações inerentes ao essencial da cidadania do país que enche a boca para discursar acerca de Copa do Mundo de Futebol, Olimpíadas do Rio de Janeiro e que é a 6ª economia mundial, o pessoal do acampamento do Leblon na porta do governador Cabral, reivindica também a votação contrária à PEC 37, que limita o poder investigatório dos Ministérios Públicos, dando total autonomia investigativa às polícias. Portanto, esse pessoal está lutando também pela autonomia e aprimoramento do poder dos Ministérios Públicos.
    Perguntei à eles se alguém de algum Ministério Público havia dado as caras para prestar solidariedade. A resposta foi não. Na verdade, concluí que o pessoal dos MPs está cagando e andando para o que a sociedade quer, afinal os membros dos MPs são iguais aos políticos em termos de postura. Possuem excelente salários, remuneração por acúmulo de função, adicional ao salário de triênios e quinquênios, estabilidade no emprego, caixa de assistência própria, plano de saúde próprio, direito à férias e licenças anuais. Ou seja, vivem em suas "Ilhas da Fantasia" às custas do erário. Vão lutar para quê?
    deixe que o restante da sociedade faça isso e no fim eles posam de bons moços batalhadores, colhendo os louros da luta que não participaram nem se interessaram.
    A única instituição jurídica e judicial que prestou um apoio e mesmo assim muito tímido foi a Ordem dos Advogados do Brasil.
    Por questão de minha consciência de cidadão e admirando o pessoal acampado no Leblon, deixei com eles a pequena contribuição de 20 pães franceses, 600 gramas de queijo mussarela e 2 garrafas de 1,5 litros cada de mate, que comprei numa padaria lá perto, já que eles recusam doações em dinheiro. Assinei também a lista de apoio e solidariedade.
    Felicidades e boas energias para todos(as).

    ResponderExcluir
  7. Mauro Pires de Amorim.
    Conhecer a Rússia foi uma maravilhosa nova experiência, conforme te relatei em breve comentário feito a texto seu anterior. Atualmente ando conhecendo melhor os movimentos de rua, afinal, chegou a hora de botar a Rússia na rua (risos).
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  8. Mauro Pires de Amorim.
    Não disse, a PEC 37 não foi aprovada, acabou de ser rejeitada e os Ministérios Públicos, que deveriam se mobilizarem para lutarem contra, nada fizeram para derruba-la.
    No fundo para eles tanto faz como tanto fez, pois em nada alteraria suas benesses e sua cidadania privilegiada de "Ilha da Fantasia", embora para os MPs e sociedade seria uma derrota institucional, mas eles estão cagando e andando para isso. Como todo e qualquer deslumbrado pelo mundo de "Ilha da Fantasia" e de cidadania privilegiada, eles querem o deles, no bolso e no banco.
    Essa é a mentalidade vigente nos Poderes da República Federativa do Brasil (Executivo, Legislativo e Judiciário) e consequentemente no Estado brasileiro, que para a maioria dessa gente, só existe para proporcionar benesses e privilégios para quem dele se locupleta e exerce o poder, enquanto que o resto da sociedade que se exploda para sustenta-los.
    Felicidades e boas energias.

    ResponderExcluir
  9. A empresa de ônibus se preocupa somente com gastos abusivos, governo ainda acha q baixando a passagem cedeu por causa das manifestações. Ano de eleição sobe a porra toda de novo. Vcs acham que às empresas de ônibus são boazinhas? Olha quanto se fatura e a precariedade dos veículos? Os cofres públicos estão ficando vazios, de tanta roubalheira. Cansado de políticos prometerem a terra prometida e tudo continua uma merda. A baixada têm a passagem mais cara de todo rio. Pagar pra dar uma volta dentro município e pagar 2,60??????? Absurdo!!!!!

    ResponderExcluir