Translate

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

A PM planetária apagou mais um




Já disse aqui, e é sempre bom repetir, que odeio ditaduras.

Mas só o povo pode enxotar ditadores do poder. Kadafi ficou 42 anos governando a Líbia. Mesmo nos noticiários viciados das agências internacionais, em momento algum vimos multidões de líbios nas ruas gritando contra seu "papai". Sim, ele era chamado de "papai".

Vimos a Otan guerreando as forças leais a Kadafi com tanques e mísseis. O que a Otan foi fazer na Líbia? Salvar o povo? Não creio. Ou teria que invadir dezenas de países governados com mão de ferro.

Foi atrás de petróleo, claro.

Chefiada pelos Estados Unidos, a polícia planetária acaba de cometer mais um achaque. Já havia exterminado Osama Bin Ladem como fazem os esquadrões da morte. Nem o corpo do terrorista sobrou para contar a históra.

Agora, as muitas versões para as circunstâncias que Muammar Kadafi foi morto mostram que desta vez também não haverá boletim de ocorrência.

Prendê-lo e julgá-lo numa corte internacional também seria ridículo, mas pelo menos daria uma certa aparência de legalidade à coisa.

E se um dia esses caras, de olho nas nossas reservas de água potável, resolverem que devem salvar o Brasil? É bom lembrar que temos muitas riquezas naturais, motivo mais do que suficiente para que a PM planetária venha nos "proteger".

Bom, eu disse que odeio ditaduras.

Inclusive a do dinheiro, que vigora em todos os quintais dos Estados Unidos. Se você tem a prata, pode tudo, se não tem vá lavar um banheiro de bar imundo, como teve que fazer o rapper Thaide no bom programa A Liga, da Band, em que precisou se virar com um salário mínimo.

Por isso apoio as políticas de distribuição de renda do governo brasileiro. Porque as pessoas não podem ser condenadas a viver sob o cabresto da pobreza. A todos deve ser dada a chance de se alimentar, ter uma moradia digna e estudar.

Outro dia, um jornal colocou na manchete que o governo gastou mais com programas de distribuição de renda do que com "investimentos".

No dicionário desse jornal (e da casta da qual ele é porta-voz) alimentar um povo não é investimento. Para eles, investimento é dar o dinheiro do pais a grandes conglomerados empresariais.

Investimento é café, almoço e janta para todo mundo. De barriga cheia, cada um vai à luta. Com fome é que não dá.

8 comentários:

  1. Kadafi era narcisista, vaidoso, autoritário etc., mas eu até que concordo com alguns trechos de O Livro Verde. No capítulo Os Congressos Populares e os Comitês Populares, ele diz: Os congressos populares são o único meio de democracia popular.

    ResponderExcluir
  2. tá malzão o Marcelo..aê...tem que internar....

    ResponderExcluir
  3. Por que eles não matam o "ping pong" da Coreia do Norte? Coitados dos norte coreanos...não vão ser libertados pelos super heróis salvadores do mundo?

    ResponderExcluir
  4. Sou contra qualquer Tirania. É, Marcelo, afinamos no geral, se discordo em algum particular, talvez seja pela impossibilidade de ler e filtrar, de imediato, o geral no particular. Dito, concluo a "rasgação", ao que interessa. "A Política, o Poder, a Religião e a Propaganda têm uma característica em comum: os quatro alimentam a Ignorância e o Preconceito; e Deles se Alimentam"... "Dos devarios e devaneios" - All rights reserved, William Blak.

    ResponderExcluir
  5. O tal jornal fez escândalo quando o BC baixou os jutos. Eles são assim: ficam indignados quando aumentam o bolsa-família, ficam indignados quando baixam o bolsa-banqueiro.

    ResponderExcluir
  6. É tão repugnante o que os yankee fazem, como se fossem xerifes do mundo e/ou aves de rapina... mas exclusivamente daquele mundo que possa dar lucro ou que possua reservas naturais e/ou matérias primas para saqueio, que, se não fosse pelo petróleo, o Kadafi estaria vivinho da silva e em paz, obviamente. Meu repúdio a mais este estadunidense ato criminoso. Como disse tão bem o bravo M.M., não é improvável que o bandido Tio Sam, para "proteger" nossas reservas hídricas e nossas inúmeras riquezas naturais, invadam nossa pátria com todos seus artefatos bélicos. Que Deus no proteja...(jamais o Tio Sam, com suas "boas" intenções, e seu ditatorial "poder" de violência,´ por supuesto...).
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
  7. Ocupa Rio, ocupa mundo. 99% x 1. Donos do mundo borrando nas calças.

    ResponderExcluir
  8. Marcelo,não me leve a mal,mas o Bin Laden mereceu o fim que levou. Nós até podemos achar bárbaro o fim que ele teve,porém basta imaginar se ele tivesse feito algum ataque contra nós,como por exemplo explodir o Cristo Redentor. Já posso ver multidões de pessoas histéricas exigindo a cabeça do infeliz. Também sou contra ditaduras,mas é bom citar também as de esquerda,como a que impera na ilha-prisão de Cuba,um paraíso socialista onde ninguém quer ficar,ou na antiga Alemanha Oriental,onde tiveram de levantar um muro pra segurar o pessoal,ou na antiga URSS,onde Stálin fez pior do que Hitler,pois matou mais de 6 milhões do seu próprio povo,em prol da coletivização forçada,ou da ditadura do Pol Pot,que exterminou 20% do povo do Cambodja,em campos de "reeducação política".Ou os milhões de mortos de fome ou perseguição política na administração do Mao,seguidas da "Revolução Cultural",na qual professores eram executados se apresentassem idéias "Contra-revolucionárias",a ponto de o governo seguinte da China ter abraçado o "maldito" capitalismo se quisesse ser visto com respeito pelo resto do mundo.Ou já esquecemos que a China não dá uma palavra a favor da entrada do Brasil no lugar permanente no conselho de segurança da ONU? Não que eu ache que seja importante esta entrada para nós do povo,mas tal procedimento dá bem uma idéia da imagem que temos lá fora,apesar de toda a pretensa bajulação que temos. Nos elogiam e tal,mas na hora do vamos ver... Fácil de entender:Se não conseguimos gerir nossa própria segurança,como vamos fazê-lo lá fora?
    Lamento,mas ponho em dúvida a distribuição de renda que nosso atual governo estaria fazendo,pretensamente enfurecendo as elites,elites estas que,no caso do Bradesco,só pra citar um exemplo,acabou de anunciar um lucro de "só" 2,8 bi cobrando os juros mais altos do planeta sem que a presidenta tome qualquer atitude e o Sílvio Santos virando a casaca só pra bajular a presidenta,usando pra isso o canal de TV que ele ganhou dos militares,ou a TV com nome de biscoito latindo mas não mordendo,pois,se quisesse morder,a presidenta cairia do governo amanhã,Collor que o diga.Puro jogo de cena.
    Em contrapartida,estou de pleno acordo contigo no tocante à OTAN,vale lembrar que o mundo está ficando sem petróleo,os russos não estão sabendo jogar,e EUA e China estão disputando o que resta. E com a Europa na pindaíba em que está... Bomba no Khadafi! É uma boa forma de o Sarkozy mostrar que seus caças são bonzinhos pra presidenta comprá-los. Na Somália milhões estão morrendo de fome,e cadê a OTAN? Em Ruanda,Tustis e Hutus se trucidam mutuamente,cadê a OTAN? A resposta é simples:Não tem nada por lá pra ser explorado,que se danem.

    ResponderExcluir