Translate

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Os mitos apagados pela mídia

A Polícia Federal (leia-se governo Dilma Rousseff) prendeu mais uma gangue no Ministério do Turismo. Essa não foi depois de a imprensa noticiar, como no caso dos Transportes. Dilma só vem ganhando pontos, mesmo com quem não votou nela, ao se mostrar uma presidente séria, honesta e trabalhadora.

Exatamente como eu achei que seria.

Mordam-se, Dilma é honesta. Não vai tolerar ladrão, que é o que mais tem por aqui...

A imprensa ainda está mais interessada em desconstruir Lula do que em atacar Dilma. Lula firmou-se como um dos maiores líderes populares que o Brasil já teve (senão o maior) e também teve seu trabalho e sua trajetória reconhecidos internacionalmente. A mesma elite que levou Getúlio Vargas ao suicídio, que derrubou João Golart, matou Juscelino num acidente suspeitíssimo de carro e perseguiu Brizola, agora quer matar o mito Lula, frisando sempre, por exemplo, que o esquema nos Transportes vinha desde seu governo.

A gente sabe como é esse pessoal. Deram um golpe em João Goulart porque ele falou em reforma agrária. Veja bem: ele não fez reforma agrária, apenas disse que faria. E o apearam do poder..

Quem pegar os jornais no futuro para pesquisar pensarará que Lula foi um antidemocrata corrupto, assim a imprensa o pintou em suas páginas durante seus oito anos de governo. Mas foi o cara que tirou milhões da miséria e que saiu com 80% de aprovação. Houve problemas em seu governo? Houve, em todos há, mas nunca a Polícia Federal prendeu tantos corruptos (que a Justiça logo soltou).

Distribuir renda num país de cultura escravocrata é uma heresia. Todos os citados, assim como Lula, o fizeram ou tentaram fazer. Getúlio, chamado de ditador, ampliou os direitos do povo, as leis trabalhistas, deu direitos democráticos às mulheres. Se hoje ainda se encontra trabalho escravo no interior do Brasil, imagine nos anos 20, 30 e 40...

Representando a UDN (depois Arena, depois PDS, depois PFL e agora DEM), a grande imprensa enxovalhou o presidente Vargas. Seu crime? Olhar para os pobres. Tinha defeitos, claro, todos temos. Mas o povo não foi chorar nas ruas e depredar redações de jornais à toa quando o então presidente meteu uma bala no coração.

Ontem, leve minha filha ao Memorial a Getúlio, na Glória (Zona Sul do Rio). Estava vazio, como das outras vezes em que fui lá.

É fácil para a mídia condenar um mito ao esquecimento. Bastam o passar dos anos e muita desinformação no rádio, no jornal e na TV.

Brizola teve mais espaço na TV Biscoito de Praia no dia em que morreu do que nos 30 anos anteriores, quando governou o Rio por duas vezes e tentou educar aquelas crianças para que não se tornassem os criminosos que hoje sequestram ônibus, traficam, assaltam e matam.

A elite odeia líderes populares. Veja a manipulação do noticiário referente à Venezuela, por exemplo. Lá surgiu um líder que rompeu com a tradição colonialista espanhola e respeitou seu povo. É também tachado de ditador, embora tenha se mantido no poder com plebiscitos. A vida é assim.

A todos vocês que não são teleguiados por essas empresas que precisam jurar que têm "princípios editoriais", um bom dia!

Antigo plenário da Câmara dos Deputados exposto em Brasília. Foto de Marcelo Migliaccio
Nesses velhos plenários da República, muitos líderes populares foram sabotados

13 comentários:

  1. Concordo com vc, menos no que diz respeito ao 'lider' da Venezuela. Humm, vejamos: esta no poder ha quase 12 anos, pode se re-eleger indefinitivamente. Engracado como isso cheira familiar, como se ja estivessemos visto algo parecido por aqui. E cheira mal, muito mal mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo e torço por Dilma, mas os ladrões, se não foram colocdaos por Lula...ele fez vista grossa que ótimo que Dilma está revendo isto e espero que vá até o fim

    ResponderExcluir
  3. Amém, Marcelo!

    grande abraço
    Marcos Souza

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Marcelo.
    É um alento ler um texto como esse seu!
    Um oásis no deserto da nossa Grande Imprensa Tão Parcial.
    Concordo com tudo, inclusive no que diz respeito à Venezuela.
    A nossa imprensa tranformou Chaves em motivo de chacota como fez com Brizola. Até que as pessoas se intimidassem em emitir alguma opinião positiva a respeito deles.

    ResponderExcluir
  5. Nossa sorte é que o poder da grande imprensa diminui ano a ano, graças à internet e à educação do povo, que a elite sabota há séculos no Brasil

    ResponderExcluir
  6. Sem duvida a coisa esta melhorando, mas mesmo entre os leitores deste blog ainda vemos alguns 'ingenuos' que ainda se borram todos quando a imprensa oficial 'pinta' alguem de monstro.

    ResponderExcluir
  7. Marcelo,o que vc escreveu aí no 3º parágrafo,tomara Deus que vc esteja certo,tomara mesmo... abs.

    Monica.

    ResponderExcluir
  8. Bravo Marcelo, era o que queríamos dizer. Bravo!

    ResponderExcluir
  9. Certíssimo ! Você tem razão em tudo.

    Torço por Dilma e espero que não resolvam acabar com ela também ! Vamos ficar de olho .

    ResponderExcluir
  10. Estou lendo um bom livro, uma biografia sobre João Goulart, do Jorge Ferreira, editora Civilização Brasileira- há muito da história recente do Brasil que precisa ser resgatada. Particularmente na questão do relacionamento da esquerda reformista e até mesmo da revolucionária com o setor político liberal e de centro, que é uma espécie de chave política, que a extrema direita controla e exarceba as contradições, visando o conflito.

    ResponderExcluir
  11. Prezado...compactuo destss suas idéias, como quase sempre bem esquadrinhadas (as minhas, nunca rsrs...).Porém, como bom mineiro e escorpiano, tenho a dúvida quase sempre a me habitar ( o que me priva de decepções, pelo menos).Fico torcendo para que a honestidade e a sagacidade, além da evidente enorme capacitação da nossa Excelentíssima Senhora Presidenta Dilma Vana, não decepcionem os que nela votamos. Torço, sinceramente, por ela, de quem, ainda, me orgulho bastante.Ótimo texto, xará!!!

    ResponderExcluir
  12. Confio na Dilma, embora não tenha votado nela, por horror ao que o PT tem de falso. Agora, Marcelo, pela amor de Jesus, comparar Lula a Brizola ou Vargas é crime de lesa pátria. Lula é um bêbado cheio de carisma. E não foi a direita que o destruiu. A direita o construiu para derrubar o Brizola. Em 1990 conseguiram. Aí entrou o Collor. Depois tiraram, quando o Collor se revelou meio fora do manequim que a direita imaginara. Vieram os FFHH. E Lula apanhando. Ganhou a eleição por teimosia. Seu carisma fê-lo agarrado ao Poder. E cada vez mais. Não podia sair, porque abaixo havia um pântano.

    Espero que a Dilmaa, com seu passado brizolista, redima esse PT de m... Mas, sinto muito, começou muito mal. A PF agiu bem, em conjunto com o MPF e a Justiça Federal e ela ficou indignada com as algemas!!! Falassério!!!
    Aquele carinha do FMI que estrupou ou não a camareira, lembram?, foi algemado. Ninguém chiou! Os bandidos são jogados nas caçapas das pick-ups como mercadoria (talvez sejam isso mesmo, na compensação de contas que fazem, quem sabe?), e sequer uma voz se levanta contra a falta de cinto de segurança, pelo menos.

    Falassério!!!

    ResponderExcluir